Notícias | Dia a dia
Nadal e Federer disputam número 2 no US Open
26/08/2019 às 08h18

Miami (EUA) - Enquanto o sérvio Novak Djokovic tem assegurada a liderança do ranking após o US Open, mesmo defendendo os 2.000 pontos da conquista no ano passado, a grande disputa na parte de cima da lista da ATP será pela segunda colocação, com o espanhol Rafael Nadal tentando defendê-la do suíço Roger Federer.

Os dois lutam diretamente em Flushing Meadows para ver quem será o segundo mais bem colocado e quem ficará em terceiro, já que Nadal não pode ultrapassar Djokovic e Federer não pode ser ultrapassado pelo austríaco Dominic Thiem. Os dois grandes rivais entram na disputa virtualmente separados por 455 pontos, já descontando as respectivas campanhas da temporada passada.

Federer precisará ir pelo menos até as semifinais em Nova York, mas aí terá que contar com uma queda do canhoto de Mallorca nas oitavas de final ou antes. Se o suíço for à final, então lhe bastará uma derrota de Nadal nas semifinais, ao passo que o título o garante na vice-liderança independente do resultado do espanhol.

Disputa boa também pelo top 5

As outras três colocações do top 5 estão em aberto e até seis estão na briga pela quarta posição. Thiem vai começar a competição pouco mais de 500 pontos à frente do russo Daniil Medvedev, que por sua vez leva pouco mais de 100 pontos de frente para o alemão Alexander Zverev.

Os outros três que ainda estão nesta disputa aparecem um pouco mais atrás. Atual sétimo colocado no ranking, o japonês Kei Nishikori entrará no US Open virtualmente no oitavo lugar, pois defende a semi do ano passado, ficando atrás do grego Stefans Tsitsipas. A diferença entre os dois é de menos de 200 pontos, mas em relação a Zverev é de pouco mais de 500.

Correndo bem por fora aparece o russo Karen Khachanov, atual nono colocado, que precisa somar quase 500 pontos para ganhar uma posição e vê o espanhol Roberto Bautista e o italiano Fabio Fognini logo atrás.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis