Notícias | Dia a dia | US Open
Puig dispara contra técnico que a deixou na mão
27/08/2019 às 09h14

Nova York (EUA) - Eliminada logo na estreia no US Open, caindo nesta segunda-feira diante da sueca Rebecca Peterson com um duplo 6/3, a porto-riquenha Monica Puig deixou claro seu descontentamento com o ex-treinador Kamau Murray, que a surpreendeu com o anúncio do rompimento às vésperas de começar o último Grand Slam da temporada.

“Tenho agora que me concentrar no futuro, mas de todo modo é decepcionante saber por pessoas próximas que meu treinador, que supostamente não estava disponível para vir me acompanhar neste torneio, esteja trabalhando às escondidas com outra jogadora. Isso talvez tenha me atrapalhado um pouco na concentração para a partida”, disparou Puig.

A porto-riquenha iniciou o trabalho com Murray no final de janeiro e inclusive se mudou para Chicago para estar ao lado do técnico que ajudou a norte-americana Sloane Stephens a vencer seu primeiro Grand Slam, conquistando o título do US Open de 2017. Contudo, uma semana atrás, o treinador rompeu com Puig e anunciou o retorno com Stephens.

“Foi uma surpresa total para mim”, comentou Puig logo após saber da notícia. A porto-riquenha saiu em busca de um novo treinador e trabalhou com o sérvio Dusan Vemic na reta final da preparação para o Slam norte-americano.

Comentários