Notícias | Dia a dia | US Open
Gauff volta a brilhar, vira o jogo e levanta a torcida
27/08/2019 às 21h04

Promessa de 15 anos levou ótimo público ao estádio e garantiu a vitória

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Grande destaque em Wimbledon, onde foi desde o quali até as oitavas de final, Coco Gauff voltou a brilhar em um Grand Slam. Atuando no Louis Armstrong Stadium praticamente lotado, a convidada norte-americana de apenas 15 anos venceu um duelo da nova geração contra a russa Anastasia Potapova, jovem de 18 anos e já 72ª colocada, com parciais de 3/6, 6/2 e 6/4 em 2h01 de partida.

Gauff está com o melhor ranking da carreira nesta semana, ocupando atualmente o 140º lugar. A vitória na estreia rende 70 pontos no ranking para a jovem norte-americana, que já vai se aproximar da 120ª posição. Caso vença mais uma, fará 130 pontos e seria praticamente certa sua chegada ao top 100, meta ambiciosa estabelecida no fim do ano passado, quando ocupava apenas a 875ª colocação.

A próxima partida de Gauff em Nova York será contra a húngara Timea Babos, ex-top 30 no ranking, mas atualmente apenas na 112ª colocação aos 26 anos. Babos ficou em quadra por apenas um set nesta terça-feira, beneficiada pela desistência da espanhola Carla Suárez Navarro. A húngara fez 6/2 na primeira parcial.

O duelo entre as novatas Gauff e Potapova começou com games longos e domínio da russa nos pontos mais importantes. Mesmo enfrentando quatro break points, a atleta de 18 anos se manteve firme no saque e conseguiu duas quebras para liderar o set inicial por 5/1. Gauff esboçou uma reação ao vencer dois games, mas não conseguiu buscar o empate. Ao fim do set, Potapova tinha 8 a 3 em winners e cada jogadora cometeu 16 erros.

Potapova conseguiu uma quebra na abertura do segundo set, mas Gauff deu o troco logo na sequência. Pouco depois, a norte-americana confirmou o serviço e ganhou ainda mais confiança ao liderar uma parcial pela primeira vez. A jovem de 15 anos não enfrentaria mais break points até o fim do set e cedeu somente mais três pontos no saque. Além disso, pressionou nas devoluções e conseguiu duas novas quebras. De novo, Gauff fez só três winners, mas reduziu o número de erros para dez, um a menos que sua rival.

O terceiro set começou de novo com uma troca de quebras entre as duas jovens jogadoras, mas Potapova precisou de atendimento médico de três minutos para tratar do ombro. Gauff chegou a vencer quatro games seguidos, abriu uma boa vantagem e cedeu o empate por 4/4. Nos momentos de definição brilhou a estrela da norte-americana, que foi muito empurrada pela torcida e teve paciência para disputar alguns pontos e esperar pelos erros da adversária para conseguir mais uma quebra no último game da partida. Potapova liderou nos winners por 16 a 14 e cometeu um erro a mais, 42 a 41.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series