Notícias | Dia a dia | US Open
Barty passa por bom teste contra valente americana
28/08/2019 às 23h18

A australiana tem boas chances de reassumir a liderança do ranking após o torneio

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Vice-líder do ranking e atual campeã de Roland Garros, Ashleigh Barty passou por um bom teste nesta quarta-feira à noite. Mesmo sem perder sets, a australiana ficou em quadra por 2h03 e venceu a valente norte-americana Lauren Davis, 73ª colocada, por 6/2 e 7/6 (7-2). Com bom público no Louis Armstrong Stadium, a jogadora da casa teve muito apoio da torcida norte-americana.

Barty liderou o ranking por sete semanas este ano e tem boas chances de recuperar a primeira posição. Ela certamente reassume o número 1 se chegar à final. Mesmo que não chegue tão longe no torneio, a australiana pode voltar ao topo do ranking se Karolina Pliskova não for semifinalista e se o título não ficar com Simona Halep ou Naomi Osaka.

Beneficiada por atuar em quadra coberta em uma rodada bastante prejudicada por chuva, Barty terá um dia de descanso antes de disputar a terceira rodada. A australiana de 23 anos espera pela vencedora entre a grega Maria Sakkari e a chinesa Shuai Peng.

O set inicial foi muito tranquilo para Barty, que anotou 13 bolas vencedoras contra apenas três de Davis, que cometeu 17 erros não-forçados. A australiana conquistou três quebras, perdeu apenas um game de saque e disparou três aces durante a parcial. Davis começou a mudar a dinâmica da partida com uma quebra de serviço no início do segundo set. A norte-americana ainda escapou de três break points no sexto game para liderar por 4/2.

Os games ficavam cada vez mais disputados e Barty usava de toda sua variedade de recursos para tentar se recuperar no jogo. Justamente quando Davis sacava para fechar, a australiana deu aula na construção dos pontos em um game decisivo e sustentou vários ralis longos, utilizando slices e mudando bastante a direção da bola. Barty salvou um set point e conseguiu devolver a quebra em seu terceiro break point no game e sexto no set. Dois games mais tarde, a vice-líder do ranking ainda teve três match points, mas a norte-americana arriscava tudo e contou com um pouco de sorte. Mas a maior qualidade técnica de Barty fez a diferença durante o tiebreak e a australiana definiu a disputa em sets diretos.

Comentários