Notícias | Dia a dia | US Open
Chung consegue virada incrível e encara Nadal
30/08/2019 às 00h54

Chung perdeu os dois primeiros sets contra Verdasco e ainda salvou um match point na partida

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Considerado uma das grandes promessas da nova geração do circuito, Hyeon Chung vai aos poucos recuperando a confiança e os bons resultados e já garantiu vaga na terceira rodada do US Open. Nesta quinta-feira, o jovem sul-coreano de 23 anos venceu uma batalha de cinco sets e 3h22 contra o espanhol Fernando Verdasco por 1/6, 2/6, 7/5, 6/3 e 7/6 (7-3). Além de ter perdido os dois primeiros sets, Chung também estava atrás no placar da parcial decisiva. Verdasco chegou a liderar por 5/2 e ainda teve um match point no 6/5 antes da definição no tiebreak.

Chung agora se prepara para enfrentar o número 2 do mundo e tricampeão do torneio Rafael Nadal. Será o terceiro embate entre eles, sendo que Nadal levou a melhor no saibro de Barcelona e nas quadras duras e cobertas do Masters 1000 de Paris em 2017. Lembrando que o espanhol sequer entrou em quadra nesta quinta-feira, beneficiado pela desistência do australiano Thanasi Kokkinakis.

Ex-número 19 do mundo e semifinalista do Australian Open no ano passado, Chung aparece atualmente no 170º lugar do ranking. O sul-coreano voltou a disputar uma chave principal de Grand Slam depois ficar fora de Roland Garros e Wimbledon, que aconteceram durante um período de afastamento do circuito por lesão nas costas.

A volta de Chung ao circuito foi em competições menores. Em julho, ele foi campeão do  challenger chinês de Chengdu e depois chegou às quartas em Yokkaichi, no Japão, e às oitavas em Vancouver, no Canadá. Depois disso, seguiu para os Estados Unidos, passou por um quali de três rodadas no US Open e estreou na chave principal derrotando o norte-americano Ernesto Escobedo em cinco sets.

Sul-coreano sofreu com muitos problemas físicos
Além do recente problema das costas, que o deixou sem jogar entre fevereiro e julho deste ano, Chung tem um longo histórico de problemas físicos. Ainda em 2016, ficou três meses longe das quadras por lesão no músculo abdominal, problema que voltaria a se manifestar no fim do ano seguinte. Já em 2017, o sul-coreano ficou de fora de toda a temporada de grama por lesão no tornozelo esquerdo.

Na temporada passada, quando teve uma ótima campanha até a semifinal em Melbourne, abandonou o jogo contra Roger Federer por bolhas no pé esquerdo. Meses depois, ficou longe das quadras de saibro e de grama por lesão na panturrilha esquerda. Além disso precisou encerrar precocemente a temporada por bolhas no pé direito.

O principal título da carreira profissional de Chung foi a edição inaugural do Next Gen ATP Finals em 2017. O sul-coreano acumula 83 vitórias em chaves principais de ATP, sendo 14 em Grand Slam. Ele tem apenas uma vitória sobre top 10, conquistada diante de Alexander Zverev no Australian Open do ano passado, mas também já derrotou Novak Djokovic, quando o sérvio estava voltando de lesão e ocupava o 14º lugar do ranking. O sul-coreano também já venceu nove eventos de nível challenger.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series