Notícias | Dia a dia | US Open
Barty é surpreendida, mas ainda pode retomar nº 1
01/09/2019 às 13h58

Nova York (EUA) - O domingo começou com surpresa na chave feminina do US Open. Cabeça de chave número 2, Ashleigh Barty foi surpreendida pela chinesa Qiang Wang, que triunfou em sets diretos e placar de 6/2 e 6/4, depois de 1h23 de confronto. A australiana repete assim a campanha do ano passado quando também parou nas oitavas de final.

Mesmo com a eliminação precoce, a australiana ainda pode retomar a liderança do ranking depois do Grand Slam norte-americano. Para voltar a comandar a lista da WTA ela tem que torcer contra a japonesa Naomi Osaka, que não pode ser bicampeã, e contra a tcheca Karolina Pliskova, que não pode alcançar as semifinais em Flushing Meadows.

A chinesa de 27 anos é primeira quadrifinalista desta edição do torneio, debutando em uma fase tão aguda de Grand Slam, nunca antes tendo passado da terceira rodada. Sua próxima adversária sairá do confronto entre a norte-americana Serena Williams e a croata Petra Martic.

Para desbancar a segunda mais bem cotada no torneio, Wang mostrou força mental nos momentos importantes, venceu metade dos seis break-points que teve a seu favor e todos os nove que enfrentou contra. Ela levou a pior nas bolas vencedoras (11 a 22), mas descontou com bem menos erros não forçados que Barty (14 a 39).

Depois de perder o primeiro game da partida de zero, no saque da australiana, Wang engatou uma sequência de cinco games, com direito a duas quebras. Barty teve duas chances de devolver uma das desvantagens, no sexto game, mas jogou ambas fora e acabou mesmo perdendo o set inicial para a chinesa.

O segundo set começou com uma quebra da 18ª do mundo logo de cara, abrindo 2/0 em seguida. A australiana teve um break-point no segundo game, mais quatro no oitavo e outros dois no décimo e último, novamente deixando todos eles escaparem. Wang manteve a diferença mínima até o final e anotou sua sexta vitória da carreira sobre uma top 10.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series