Notícias | Dia a dia | US Open
Medvedev admite erro, mas mantém personagem
02/09/2019 às 12h17

Nova York (EUA) - Mais uma vez o russo Daniil Medvedev cutucou o público que acompanhou outra vitória sua no US Open, repetiu o discurso após o triunfo sobre o espanhol Feliciano López, voltou a incorporar o papel de vilão e agradeceu a torcida contra: “Estava perdendo 6/3 e 2/0, sentia dores no adutor e no ombro, pensava que não conseguiria jogar e vocês me deram energia. Obrigado!”

Contudo, na entrevista coletiva realizada após sua virada sobre o canhoto alemão Dominik Koepfer, o russo deixou o personagem de lado e reconheceu as más atitudes do embate anterior. “Sobre minha última partida, fui um idiota e fiz coisas que não tenho orgulho. Estou trabalhando para ser uma pessoa melhor em quadra porque creio que sou assim fora dela”, declarou o número 5 do mundo.

“Normalmente não expresso minhas emoções depois de meus triunfos, prefiro ver as reações das outras pessoas, mas hoje estava tão feliz que decidir fazer algo especial por ter alcançado pela primeira vez as quartas de final em um Grand Slam”, comentou Medvedev, que agora terá pela frente o suíço Stan Wawrinka.

Leia também: Wawrinka revela surpresa com desistência de Djokovic

O russo ainda falou sobre sua condição física e reforçou os problemas levantados no discurso dentro de quadra. “Não sou de me enfaixar muito, mas as cãibras que tive na terceira rodada me deixaram algumas marcas. Meus adutores estão um pouco sobrecarregados e meu ombro começou a doer no fim da partida contra López”, finalizou o campeão de Cincinnati e vice em Montréal e Washington.

Comentários