Notícias | Dia a dia | US Open
Barty irá reassumir a liderança na próxima semana
02/09/2019 às 16h13

Barty já liderou o ranking por sete semanas nesta temporada

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - A eliminação de Naomi Osaka nas oitavas de final do US Open fará a japonesa perder a liderança do ranking da WTA. Campeã no ano passado em Nova York, Osaka perdeu por 7/5 e 6/4 para a suíça Belinda Bencic e só conseguiu manter 240 dos 2 mil pontos que precisava defender. Dessa forma, ela será ultrapassada no ranking pela australiana Ashleigh Barty.

Barty também já se despediu do US Open, com derrota no último domingo para a chinesa Qiang Wang também nas oitavas, por 6/2 e 6/4. Mas a australiana repetiu a campanha do ano passado e permanecerá com os mesmos 6.501 pontos que já tinha antes do Grand Slam norte-americano. Por sua vez, Osaka começou o torneio com 6.606 e sairá do torneio com apenas 4.846.

Outras duas jogadoras disputavam a liderança do ranking neste US Open. Karolina Pliskova iniciou o torneio com 6.315 pontos e tinha 430 a defender pelas quartas de final do ano passado. Ela parou ainda nas oitavas e ficará com 6.125, na segunda posição. Já a campeã de Wimbledon Simona Halep ficará na terceira posição, com 4.803 pontos. A romena caiu na estreia em 2018 e na segunda rodada este ano.

A partir da próxima segunda-feira, Barty iniciará seu segundo período na liderança do ranking. Ela já esteve na posição de honra por sete semanas, entre 24 de junho e 11 de agosto. A australiana de 23 anos chegou ao topo em meio a uma sequência de 12 vitórias seguidas, com títulos no saibro de Roland Garros e na grama de Birmingham, e ainda venceu mais três jogos em Wimbledon, antes de cair nas oitavas.

No mês passado, Barty perdeu na primeira rodada em Toronto e não defendeu os 350 pontos da semifinal de 2018. Com isso, acabou sendo ultrapassada por Osaka. A australiana ficou a uma vitória de recuperar a posição em Cincinnati, mas perdeu para Svetlana Kuznetsova na semifinal.

A disputa pela liderança deve continuar durante a série de torneios na Ásia, que acontecem no fim do ano, com destaque para o WTA Finals entre 27 de outubro e 3 de novembro em Shenzhen. Lembrando que Simona Halep, que terminou os dois últimos anos como número 1 do mundo, terá boas chances de recuperar a liderança, já que não defende mais pontos até o fim da temporada. No ano passado, ela encerrou a temporada mais cedo por conta de uma lesão nas costas.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series