Notícias | Dia a dia | US Open
Schwartzman vira e impõe dura derrota a Zverev
02/09/2019 às 18h21

Argentino venceu seu sexto jogo contra top 10 na carreira e chega às quartas em Nova York pela segunda vez

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Mais uma vez, Alexander Zverev terá que amargar uma eliminação precoce em Grand Slam. Número 6 do mundo, o alemão sequer aproveitou a oportunidade de jogar em quadra coberta e que favoreceria seu estilo mais agressivo e caiu nas oitavas de final do US Open. Melhor para o determinado argentino Diego Schwartzman, que venceu por 3/6, 6/2, 6/7 e 6/3 em 3h07 de partida.

Zverev chegou a ser punido com a perda de um ponto quando perdia o quarto set por 4/2. O alemão já havia recebido a primeira advertência por abuso de bola e depois foi novamente punido por utilizar linguagem obscena em quadra.

Apesar de ter apenas 22 anos, Zverev já fez sua quinta participação no US Open. O resultado deste ano foi o melhor de sua carreira no Grand Slam norte-americano. Atual campeão do ATP Finals e dono de onze títulos no circuito, incluindo três Masters 1000, tem como melhores resultados em Grand Slam duas campanhas até as quartas em Roland Garros, pouco para alguém com ranking tão bom e títulos tão expressivos.

Por outro lado, Schwartzman comemora sua sexta vitória contra top 10 na carreira e a terceira na temporada, já que ele havia vencido Dominic Thiem em Buenos Aires e Kei Nishikori em Roma. O argentino de 27 anos e 21º do ranking chega pela segunda vez às quartas de final do US Open, repetindo a campanha que fez na temporada de 2017.

Schwartzman agora espera pelo vencedor da partida entre Rafael Nadal e Marin Cilic. O argentino nunca conseguiu derrotar Nadal, tricampeão do torneio e número 2 do mundo, em sete duelos anteriores entre eles. Seu histórico contra Cilic é equilibrado, com duas vitórias para cada lado.

A partida começou com alguns games longos e uma quebra de serviço a favor de Schwartzman logo de cara. O argentino teve duas chances de ampliar sua vantagem para 3/0, mas não as aproveitou e pagou caro por isso. Zverev conseguiu devolver a quebra e ganhou confiança. Com seis aces no primeiro set e liderando o número de bolas vencedoras por 13 a 4, o alemão dominou as ações para vencer a parcial.

Apesar da vantagem momentânea no placar, Zverev vinha cometendo muitas duplas-faltas na partida. Ele terminou o jogo com 17 no total, sendo seis delas ainda no primeiro set. Schwartzman conseguiu ser um pouco mais agressivo e suportar melhor as disputas do fundo de quadra. O argentino escapou de quatro break points quando o placar estava empatado por 2/2 e depois venceu mais três games, com 12 pontos em 16 possíveis.

Zverev foi o primeiro a quebrar no terceiro set e liderou por 3/2, mas cedeu o empate logo na sequência, em um game com duas duplas-faltas e mais quatro erros não-forçados. Schwartzman não enfrentaria mais break points até o fim do set, mesmo encarando alguns games longos. Pouco depois, levantou a torcida ao explorar uma subida do alemão à rede e aplicar uma incrível passada para quebrar o saque de Zverev e vencer o terceiro set.

Visivelmente frustrado, o alemão começou o quarto set apressado para definir os pontos e acumulava erros. Não demorou muito para Schwartzman conseguir duas quebras de serviço e já abrir 4/0 no placar. Zverev até devolveu uma das quebras, mas não foi muito além disso. O alemão liderou a contagem de winners no jogo por 43 a 34, mas cometeu 65 erros contra 43 do argentino.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series