Notícias | Outros
Rodrigues volta do Parapan com bronze no peito
03/09/2019 às 14h26

Daniel Rodrigues, 12º do mundo.

Foto: Douglas Magno/ CPB

Florianópolis (SC) – A delegação brasileira que participou do tênis em cadeira de rodas nos Jogos Parapan-Americanos em Lima, no Peru, desembarcou domingo no Brasil e trouxe uma medalha na bagagem. O mineiro Daniel Rodrigues foi bronze na disputa do Open Masculino, confirmando o bom momento que atravessa na temporada. Na sexta-feira, ele superou o norte-americano Casey Ratzflaff por 6/2 e 6/3.

Em 12º lugar no ranking da ITF, Rodrigues está bem cotado para a disputa dos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020. Neste ano, ele foi campeão de dois torneios (Brasília Open e Swiss Open) e chegou à final de outros dois (na Repúlica Tcheca e na Polônia). Além disso, ele repetiu o bronze conquistado no Parapan de Toronto-2015.

"Essa medalha é muito importante para mim, pois é resultado de uma sequência de trabalho ao longo do ano, e é muito importante porque antecede os Jogos Paralímpicos, o que me dá mais confiança. Na terça-feira, vou embarcar para três torneios no Canadá e nos EUA, e depois volto para torneios no Brasil para fechar o ano", destaca o medalhista.

No Parapan, a equipe brasileira também chegou às semifinais no masculino, com Daniel Rodrigues e Gustavo Carneiro; às semifinais do feminino, com Meirycoll Duval e Rejane Candida; e contou com Ymanitu Silva representando o país na categoria Quad. A competição contou pontos para o ranking da ITF, sendo importante para os atletas que buscam vagas nos jogos de Tóquio-2020.

"Esta foi uma competição muito importante para continuar nossa preparação pensando nas Paralimpíadas. A cada competição, os atletas crescem mais no ranking e se desenvolvem mais. Na próxima semana, temos atletas que irão viajar, com apoio e suporte da Confederação Brasileira de Tênis e do Comitê Paralímpico Brasileiro, para competições nos EUA e Canadá, além de torneios pela América do Sul e pelo Brasil, e temos certeza que eles terão mais resultados positivos", destaca Jesus Tajra, vice-presidente da CBT.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis