Notícias | Dia a dia | US Open
Berrettini triunfa e é o 4º italiano em semi de Slam
04/09/2019 às 19h31

Italiano venceu uma batalha de cinco sets contra Gael Monfils nesta quarta-feira em Nova York

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Um grande jogo de cinco sets e 3h56 definiu mais um semifinalista do US Open. O italiano de 23 anos e 25º do ranking Matteo Berrettini venceu o francês Gael Monfils, número 13 do mundo, por 3/6, 6/3, 6/2, 3/6 e 7/6 (7-5). Este já é o melhor resultado em Grand Slam na carreira de Berrettini, que agora espera pelo vencedor entre Rafael Nadal e Diego Schwartzman. Ele nunca enfrentou o espanhol e tem uma vitória e uma derrota contra o argentino.

Berrettini é apenas o quarto jogador italiano a alcançar uma semifinal de Grand Slam na Era Aberta do tênis masculino. Antes dele, Adriano Panatta foi campeão de Roland Garros em 1976 e também foi semifinalista no saibro francês em 1973 e 1975. Depois, Corrado Barazzutti foi semifinalista do US Open em 1977 e de Roland Garros em 1978. Já no ano passado, Marco Cecchinato chegou à semi em Paris.

Dono de três vitórias contra top 10 no ano e na carreira, Berrettini consegue sua vitória mais expressiva em Grand Slam. Até então, essa marca pertencia ao triunfo diante do número 15 do mundo Jack Sock na primeira rodada de Wimbledon em 2018. A vaga na semifinal em Nova York também deverá colocar o italiano pela primeira vez entre os 15 melhores do ranking mundial. Ele também fica muito perto de entrar na zona de classificação para o ATP Finals. A projeção é a de que alcance o nono lugar na corrida para Londres e fique a apenas 20 pontos do oitavo colocado Kei Nishikori.

Monfils foi muito firme no saque durante o primeiro set. O francês sequer enfrentou break points e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço, além de conseguir uma importante quebra ainda no início. A vantagem do ex-top 10 continuou no início do segundo set, quando Monfils abriu 2/0 e ainda um break point no terceiro game da parcial.

A oportunidade perdida de ampliar a diferença no placar custou caro para Monfils. Berrettini devolveu a quebra de serviço e escapou de três break points para confirmar o saque e fazer 3/2. Confiante, o italiano voltaria a quebrar para vencer o segundo set e empatar o jogo. O jovem de 23 anos também foi muito superior no terceiro set, com duas quebras de serviço, uma diferença de 14 a 4 em winners e apenas seis pontos perdidos nos games de saque.

À essa altura da partida, Monfils já parecia não conseguir suportar a batalha física da partida e frequentemente levava as mãos aos joelhos. Ainda assim, o francês conseguiu vencer o quarto set, lutando muito para conseguir a quebra e salvando um break point na sequência. O set decisivo também começou melhor para Berrettini, que foi o primeiro a quebrar e chegou a liderar o placar por 5/2. O italiano perdeu um match point com uma dupla-falta e acabou tendo serviço quebrado na sequência. Berrettini chegou a receber advertência por 'coaching' durante o jogo.

Com o placar empatado por 5/5, Berrettini teve trabalho para confirmar o serviço, mas sequer enfrentou break point. No game seguinte, o italiano perdeu o segundo match point ao errar uma devolução. Pouco depois, teve outra chance de vitória, mas Monfils sustentou um longo rali do fundo de quadra. O francês conseguiu forçar o tiebreak. Mas logo no início do game-desempate, o Monfils acabou fazendo duas duplas-faltas e permitiu que Berrettini abrisse 5-2. A vantagem do italiano quase escapou pelos dedos, mas ele conseguiu fechar o jogo no quinto match point.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series