Notícias | Dia a dia | US Open
Monfils fez bem a Svitolina. Veja treino deles.
04/09/2019 às 21h03

Nova York (EUA) – O romance de Elina Svitolina com o francês Gael Monfils vem fazendo bem ao tênis da ucraniana, que nesta terça-feira se tornou a primeira tenista de seu país a marcar presença nas semifinais do US Open, após eliminar a britânica Johanna Konta. Em julho, em Wimbledon, Svitolina já havia feito uma grande campanha ao chegar pela primeira vez às semifinais de um Grand Slam, em que caiu diante de Simona Halep em dois sets.

"Estamos empurrando um ao outro e agora tentamos chegar juntos nas semifinais", Svitolina havia dito na terça. "Agora, é a vez dele elevar seu jogo!" Mas não deu para o cabeça de chave 13 da chave masculina, que caiu diante do italiano Matteo Berrettini em duelo acirrado de 5 sets. O casal tem uma conta conjunta no Instagram, com quase 100 mil seguidores, depois que tornaram público seu relacionamento no Aberto da Austrália deste ano.

Svitolina, de 24 anos, acredita que Monfils a ajudar a elevar seu jogo e ela sonha com um inédito título de Grand Slam para a Ucrânia. Ela tenta ir um passo além do compatriota Andrei Medvedev, que perdeu a final de Roland Garros de 1999 para Andre Agassi em cinco sets. "Acho que bater bola com ele, definitivamente ajudou-me a melhor minha reação e o trabalho de pés, a me movimentar mais rápido", explicou Svitolina. "Acho que estou mais calma e converso agora mais com meu técnico. Estou mais aberta ao meu treinador e também com Gael a respeito do tênis e meus sentimentos. Isto realmente mudou, acho, nos últimos nove, 10 meses."

Comentários
Faberg
Roland Garros Series