Notícias | Dia a dia | US Open
'Rafa tinha resposta para tudo', afirma Medvedev
09/09/2019 às 08h28

Nova York (EUA) - Derrotado na final do US Open, sua primeira de Grand Slam, o russo Daniil Medvedev deixou as quadras em Flushing Meadows com sensações misturadas. Por um lado, estava a felicidade por seu melhor desempenho da carreira neste nível de torneio, mas por outro havia a decepção de uma derrota, ainda que contra um rival do gabarito do espanhol Rafael Nada, que alcançou seu 19º título de Slam.

“Minha esposa diz que tenho que ter orgulho do que fiz, mas às vezes sou muito autocrítico. Por exemplo, não estou feliz esta noite porque perdi, mas sei que tenho um crédito pelo que fiz nestas últimas semanas. Lembrarei desta noite para sempre, inclusive quando se falar do 19º Grand Slam de Rafael Nadal. Tenho certeza que ele também se lembra de sua primeira final, ainda que tenha vencido e eu perdido”, contou o russo.

“Este verão foi assombroso para mim, guardarei cada momento. Antes desse torneio meu melhor resultado em um Slam era a quarta rodada. Tive problemas físicos, houve dias que não joguei tão bem quanto queria, mas consegui chegar à final. Hoje consegui dar bastante trabalho a um dos melhores da história de nosso esporte. Cresci muito, mas preciso melhorar”, acrescentou o novo número 4 do mundo.

Medvedev lamentou as chances perdidas na reta final da partida. “Neste momento, lembro os break-points que tive no 5/4 do quinto set e fico decepcionado com o resultado, mas contente com a forma que joguei”, observou o russo, que também explicou como fez para buscar a recuperação na partida depois de perder os dois primeiros sets.

“Tudo é uma questão de tática. Em Cincinnati, por exemplo, percebi que meu segundo serviço não incomodava Novak (Djokovic) e então tratei de aumentar o aproveitamento de primeiro serviço. Hoje aconteceu a mesma coisa. Nos dois primeiros sets estive perto, mas Rafa é um animal e tinha resposta para tudo o que eu fazia, por isso tentei coisas novas. Fui mais à rede, usei slices e tentei deixadas. Esses jogadores são lendas e a forma que jogam é incrível, competir com eles taticamente é mais difícil que contra qualquer outro”, comentou.

Ainda que não tenha conseguido a vitória, o russo saiu satisfeito com o que apresentou dentro de quadra. “Apesar de ser minha primeira final de Grand Slam, joguei mais ou menos no mesmo nível que venho mostrando desde os 17 anos. Já tive muitas partidas importantes, ainda que nenhuma tão grande como essa. Quero dizer que estou pronto para momentos como esse. Hoje Rafa foi melhor e não tenho desculpa”, analisou o tenista de 23 anos.

Por fim, Medvedev falou rapidamente sobre a conversa que teve com Nadal junto à rede logo que a partida terminou. “Não lembro de tudo, mas obviamente eu o parabenizei e ele também fez o mesmo, me disse que eu era um jogador incrível. Falei o mesmo para ele”, encerrou o russo.

Comentários