Notícias | Dia a dia
Nadal abre quase 2 mil pontos na corrida para Djoko
09/09/2019 às 09h27

Nova York (EUA) - A conquista do título do US Open, o 19º Grand Slam da carreira, impulsionou de vez o espanhol Rafael Nadal na corrida da temporada, que leva apenas em consideração os resultados de 2019. O canhoto de Mallorca chegou a 9.225 pontos tem agora quase 2 mil pontos de vantagem para o sérvio Novak Djokovic, que foi para 7.265.

Tal diferença coloca Nadal como grande favorito a terminar o ano na liderança do ranking e ele inclusive poderá assumir a ponta já no Masters 1000 de Xangai, onde Djokovic defende o título e o espanhol não defende ponto algum, assim como no restante da temporada, uma vez que não jogou depois do US Open no ano passado.

O suíço Roger Federer é o terceiro da lista, também com uma considerável distância para Djokovic, 1.755 pontos atrás do sérvio. Um pouco mais perto está o russo Daniil Medvedev, que agora é o quarto colocado, apenas 705 pontos atrás do destro da Basileia.

Completam a lista dos oito melhores, que garantem um lugar na disputa do ATP Finals em Londres o austríaco Dominic Thiem (5º), o grego Stefanos Tsitsipas (6º), o espanhol Roberto Bautista (7º) e o japonês Kei Nishikori (8º).

Briga quente elas últimas vagas no Finals

Com os quatro primeiros da lista já garantidos na Arena O2, a outra metade das vagas ainda seguem abertas. Thiem e Tsitsipas possuem até considerável folga para os demais, mas Bautista tem apenas 170 pontos de frente para Nishikori, que puxa uma série de jogadores muito próximos e de olho em um lugar no Finals.

Quatro jogadores estão em uma faixa de apenas 100 atrás de Nishikori. O primeiro deles é o italiano Matteo Berrettini (20 pontos atrás), que disparou com a semi conquistada em Nova York. Logo atrás estão o alemão Alexander Zverev (60 pontos), o belga David Goffin e o francês Gael Monfils (ambos 100 pontos atrás).

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis