Notícias | Dia a dia
Medvedev mantém ascensão e Dimitrov dispara
09/09/2019 às 09h50

Nova York (EUA) - Se as três primeiras colocações no ranking da ATP seguiram intactas após a disputa do US Open, embora com a diferença entre o líder Novak Djokovic caindo bastante em relação ao número 2 do mundo Rafael Nadal, que poderá brigar pela dianteira já na temporada asiática, da quarta colocação para baixo muita coisa mudou.

O primeiro da lista de mudanças é o russo Daniil Medvedev, que manteve sua ascensão e agora é o quarto melhor do mundo, derrubando o austríaco Dominic Thiem para o quinto posto. A outra alteração no top 10 foi a subida do grego Stefanos Tsistipas para a sétima posição, ultrapassando o japonês Kei Nishikori, que agora é o número 8 do mundo.

Um pouco mais embaixo, destaque para o italiano Matteo Berrettini, que com as semifinais em Nova York disparou 12 colocações e agora é o 13º do mundo, sua melhor marca da carreira até então. Ainda no top 20, o suíço Stan Wawrinka conseguiu retornar a essa faixa de ranking, ganhando cinco lugares com as oitavas em Flushing Meadows.

Mas quem se deu muito bem mesmo após a campanha no último Grand Slam do ano foi o búlgaro Grigor Dimitrov, que era apenas o 78º antes da competição começar e ao alcançar as semifinais conseguiu uma grande recuperação, subindo para o 25º posto, porém ainda distante da terceira colocação alcançada em 2017, a melhor da carreira.

Do outro lado, queda dura para o argentino Juan Martin del Potro, que defendia o vice no US Open, mas não pôde jogar por lesão e assim sofreu a maior queda do top 100; perdeu 55 lugares e saiu do top 50, indo para o 71º posto. Também caiu bastante o australiano John Millman, que desceu 35 colocações e agora é o 95º do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis