Notícias | Dia a dia
Teto retrátil da Philippe Chatrier vai ganhando forma
11/09/2019 às 08h55

Paris (França) - Único Grand Slam que ainda não conta com uma quadra coberta, Roland Garros irá inaugurar em 2020 o teto retrátil na Philippe Chatrier, que aos poucos vai ganhando forma. Nesta quarta-feira, a organização do torneio divulgou uma imagem com as primeiras partes da estrutura que irá cobrir o palco principal do evento na próxima temporada.

“Esperado para 2020, o futuro teto retrátil da quadra Philippe Chatrier será composto de uma estrutura dividida em 11 partes de 320 toneladas cada. Impressionante!”, escreveu o Slam francês em sua conta no Twitter, onde foi publicada a primeira foto da construção do novo teto, que deverá ser concluído em fevereiro do ano que vem.

Segundo palco mais importante de Roland Garros, com capacidade para 10 mil espectadores, a quadra Suzanne Lenglen também ganhará um teto retrátil visando os Jogos Olímpicos de Paris em 2024, em uma obra que está prevista para terminar no primeiro trimestre de 2023.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis