Notícias | Dia a dia
Cazaque de 20 anos busca segundo título de WTA
14/09/2019 às 10h42

Elena Rybakina chega a sua segunda final de WTA em apenas 10 torneios e já entrará para o top 50

Foto: WTA

Nanchang (China) - Pela primeira vez desde que foi criado, há quatro anos, o WTA de Nanchang não terá uma tenista local como campeã. Isso porque a cazaque Elena Rybakina, quarta principal inscrita, superou a local Shuai Peng, por 6/1, 3/6 e 6/2, nas semifinais deste sábado. Ela decidirá o título diante da sueca Rebecca Peterson, que confirmou facilmente a condição de cabeça 5, ao tirar a sérvia Nina Stojanovic, por 6/3 e 6/1.

A ascendente Rybakina, de 20 anos, disputa apenas o 10º torneio da carreira e já está atrás do segundo troféu, depois de vencer Bucareste, em julho. A cazaque também ganhou três de nível ITF na temporada. Peterson por sua vez disputa a primeira final deste nível na carreira.

Decisão caseira em Hiroshima
Festa total do tênis japonês nas semifinais do WTA de Hiroshima, torneio de US$ 250 mil sobre piso sintético. Neste sábado, duas jogadoras da casa garantiram decisão nipônica: Misaki Doi e Nao Hibino

Aos 28 anos e 107º do ranking, Doi superou nada menos do que a cabeça 2, a russa Veronika Kudermetova, por 6/4 e 6/3, e fará sua segunda final de nível WTA, tendo sido vice em Luxemburgo há quatro anos. Quatro anos mais jovem e 91º do mundo, Hibino conseguiu grande virada em cima da romena Mihaela Buzarnescu, parciais de 4/6, 6/0 e 6/3. Ela já tem um troféu de primeira linha, obtido em Tashkent de 2015, além de outras três finais.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis