Notícias | Dia a dia
Nadal é contra o fim dos cinco sets em Grand Slam
15/09/2019 às 09h29

Nadal precisou de cinco sets para conquistar o tetracampeonato no US Open deste ano

Foto: Arquivo

Mallorca (Espanha) - A eventual extinção dos jogos em melhor de cinco sets nos torneios de Grand Slam nem deveria ser discutida. A opinião é do espanhol Rafael Nadal, único tenista da temporada a conquistar dois troféus desse quilate e que agora soma 19 em sua carreira.

A proposta de diminuição surgiu ao longo do US Open e foi sugerida pela norte-americana Billie Jean King, uma das mais importantes tenistas da Era Profissional e grande responsável pela ascensão do circuito feminino. Em sua opinião, as partidas de cinco sets favorecem o surgimento de lesões graves.

As duas últimas decisões de Slam no masculino foram exatamente ao quinto set e beiraram as quatro horas, com vitórias fisicamente muito exigentes em Wimbledon, entre Novak Djokovic e Roger Federer, e em Nova York, entre Nadal e Daniil Medvedev.

Nadal, no entanto, acredita que uma mudança tão radical afetaria o tênis de forma negativa, sem falar na questão da tradição. "Na verdade, os jogos de cinco sets tornam o tênis mais atraente para os fãs", opina o número 2 do ranking. "A final do US Open foi muito interessante e foi bem longa. Estávamos jogando por um Grand Slam".

O espanhol lembrou que já fez sugestões de mudança no circuito porque gosta de novidades, mas neste caso ele discorda: "Sou o primeiro a testar novas coisas, mas no caso dos Grand Slam o mais importante é a tradição. São jogos que serão lembrados para sempre".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis