Notícias | Beach Tennis
Dupla de pai e filha é campeã de beach no Guarujá
20/09/2019 às 22h48

Maytê e Erson Júnior, campeões da Dupla Mista B .

Foto: Nany Rodrigues

Guarujá (SP) - Começou nesta sexta-feira a disputa da 5ª Copa Smash de Beach Tennis realizada na praia da Enseada, no Guarujá (SP). Foram disputadas as categorias de duplas mistas em um dia com calor e também chuva no litoral. Ao todo são 350 atletas de todo o Brasil, Chile, Venezuela e Uruguai. Os campeões foram dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, com destaque para a dupla do Guarujá formada pelo pai Erson Junior e a filha Maytê Ribeiro, que venceram a categoria Dupla Mista B logo no primeiro torneio jogando juntos. Maytê tem 13 anos e é mais um jovem talento chegando. "Treinamos juntos, mas é o primeiro torneio, estamos orgulhosos e felizes”, disse Maytê. "Ela quer ser jogadora de beach tennis profissional, mas está sempre integrada aos estudos e deseja ser médica.  A Maytê é muito dedicada e talvez em um ano já esteja jogando no profissional, ela vem crescendo muito rápido", comenta Erson.

Na categoria Dupla Mista A, o título ficou com o carioca Pablo Vidal e Daniela Roza, de Maringá. "Nem ia competir, entrei nos últimos dias. Encaixou a parceria na hora, na base da conversa, entrosamento, o jogo aconteceu", disse Pablo. Daniela comemorou a conquista. Ela pratica o esporte desde 2013, mas ficou parada dois anos por conta de uma cirurgia. “Nunca tínhamos jogado juntos, mas tivemos afinidade. Estou voltando aos torneios, deu aquele friozinho na barriga", disse Daniela. A atleta destacou Maringá como seleiro de talentos. De lá sai a base da seleção brasileira Sub 14. "É um foco de talentos, quase todos foram convocados para o Mundial na Rússia e o Pan em Aruba.” Maringá levou mais um título na Dupla Mista C, com a dupla de Ângelo Barros e Daniele Barros.

Neste sábado é dada a largada ao torneio de Duplas Masculinas e Femininas nas categorias A, B, C e D, a partir de 9 horas. No domingo serão realizadas as finais e as disputas das categorias 40+ e 50+ com os veteranos em ação.

Associação será reativada - A 5ª Copa Smash é o início para a reativação da Associação de Beach Tennis do Guarujá, que tem projeto de não só organizar a modalidade que tem mais de 200 praticantes na cidade, mas também dar oportunidade a crianças e jovens de comunidades carentes. Após a competição, neste final de semana, será realizada uma assembleia para a definição do presidente e diretoria para o início de 2020 o início do projeto social que terá a parceria com a Prefeitura do Guarujá.

"A Associação ficou adormecida e vamos reativar, vir forte a partir do ano que vem. O propósito da ABTG é fazer amigos e ações comunitárias junto às pessoas que são impossibilitadas de disputar torneios ou praticar o esporte”, revelou Paulo Roberto, apelidado de "Presidente". Natural de São Paulo, ele é um dos precursores do esporte na cidade. "Em 2009 e 2010, um amigo nosso, Paulo Mantovanelli, trouxe esse esporte e apresentou a um grupo de amigos, eu, Marcos e os dois Vladimir. A partir de então começamos a jogar no Guaiúba, depois um pouco no Tombo e fincamos o ponto nas Astúrias. A partir daí todas essas pessoas tomaram conhecimento do esporte no Guarujá e virou essa febre que você está vendo aí."

Outro precursor do esporte no local e que formará parte da ABTG é Osmar Júnior, que está à frente do projeto social. "No ano que vem traremos novos alunos de comunidades carentes, todos aqui do Guarujá para dar oportunidade a eles. Teremos um professor contratado, o Manolo (Emanuel dos Santos), que dá aulas nas Astúrias há oito anos e que dará aulas a eles duas vezes por semana. Muito bom dar essa oportunidade para a criançada. O esporte é uma grande ferramenta de integração na sociedade e o beach tennis mais ainda."

Comentários
Faberg
Roland Garros Series