Notícias | Dia a dia
Goffin elimina Shapovalov e terá Chung pela frente
03/10/2019 às 07h55

Tóquio (China) - Terceiro mais bem cotado ao título no ATP 500 de Tóquio, o belga David Goffin anotou sua décima vitória da carreira no torneio nesta quinta-feira, batendo o canadense Denis Shapovalov em dois tiebreaks, com o placar final de 7/6 (7-5) e 7/6 (7-2), após 1h57 minutos de confronto.

Na próxima rodada, o belga terá pela frente mais um nome da nova geração, medindo forças com o sul-coreano Hyeon Chung, responsável pela eliminação do croata Marin Cilic, cabeça de chave número 6, contra quem anotou apertada vitória por 2 sets a 1 e placar final de 6/4, 3/6 e 6/1, em 2h02 de disputa.

Goffin está em sua terceira aparição no Ariake Tennis Park, onde perdeu apenas um jogo e sempre chegou até a final. Ele foi o campeão da edição de 2017 e ficou com o vice no ano anterior, perdendo a decisão para o australiano Nick Kyrgios.

A boa campanha desta semana vai ajudando o belga na briga por uma das últimas vagas ao ATP Finals. Atual 12º melhor da temporada, ele vai saltando duas colocações na corrida e pode figurar no grupo dos oito primeiros, que se classificam para a disputa na Arena O2, se vencer mais uma na competição japonesa.

Os sacadores prevaleceram no duelo entre Goffin e Shapovalov, com nenhuma quebra em ambos os sets, que foram definidos apenas no tiebreak. O belga fez valer a experiência nos desempates e largou bem nos dois, abrindo 6-1 nas duas disputas e precisando só administrar a vantagem para levar a melhor sobre o canadense.

“Foi difícil, ele estava sacando muito bem e eu sabia que seriam longos sets, talvez com alguns tiebreaks. Tentei quebrá-lo durante toda a partida e não consegui, mas servi muito bem. Nós dois estávamos realmente sólidos em nossos jogos de serviço e joguei muito bem nos tiebreaks. Estou muito feliz com o meu desempenho”, comemorou o belga.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis