Notícias | Top Spin
Pai de Federer pede ao filho para voltar a Xangai
08/10/2019 às 21h29

Robert e Lynette Federer estão tendo uma ótima estada em Xangai.

Foto: Arquivo

Xangai (China) - Roger Federer disputa o Masters 1000 de Xangai pela oitava vez e estreou bem nesta terça-feira. Mas seu pai, Robert, já está de olho no próximo ano e pediu para ele voltar em 2020. Robert Federer está fazendo sua primeira viagem à China ao lado do filho de 38 anos e está se divertindo bastante na cidade de mais de 24 milhões de habitantes. “Ele me disse: 'Você pode, por favor, jogar aqui no ano que vem, para que eu possa voltar?' Isso porque ele está tendo ótimos dias aqui”, revelou Federer.

O número 3 do mundo chegou mais cedo em Xangai para participar de atividades de seus patrocinadores. Na quadra, estreou com vitória por 6/2 e 7/6 (7/5) sobre o espanhol Albert Ramos-Vinolas. “Eu curto muito a cidade”, disse o suíço. “É tão diferente de onde eu vim. Morei em vários lugares na Suíça e depois viajei bastante. Mas aqui é muito especial. O tamanho, no que se refere a qualquer coisa, é fora de série. Os fãs são unidos, realmente fazem um esforço consciente e querem me mostrar como estão entusiasmados e felizes ... Isso significa muito para mim. Não tenho este tipo de grupos de fãs em nenhum outro lugar do mundo.”

A mãe de Federer, Lynette, está em Xangai pela terceira vez, tendo vindo anteriormente em 2002 e 2005. “Eles estão se divertindo. Eles estão fazendo passeios. Esta foi a primeira vez que meu pai viu a quadra central e o local todo. Ficou muito impressionado, muito empolgado ”, disse Federer. “E estou feliz que estejam aqui. Eles também vão viajar comigo para Tóquio na próxima segunda-feira. Eles nunca foram ao Japão. Essa também deve ser uma viagem emocionante. E eles vieram de Cingapura, onde minha irmã estava, então eles estão em uma turnê pela Ásia. Eles estão se divertindo.

Quanto ao pedido do pai, Federer disse que vai tentar atendê-lo. “'OK, vou dar o meu melhor para estar aqui de novo no ano que vem'”, respondeu ao pai.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis