Notícias | Dia a dia
Melo e Kubot vencem e reveem algozes de Pequim
10/10/2019 às 08h50

Melo e Kubot tentarão dar o troco em Dodig e Polasek, seus algozes na decisão do ATP 500 de Pequim

Foto: Divulgação

Xangai (China) - Atuais campeões do Masters 1000 de Xangai, o mineiro Marcelo Melo e o polonês Luksz Kubot seguem em busca do bicampeonato. Nesta quinta-feira eles garantiram vaga nas quartas de final ao bater em três sets a parceria do canadense Denis Shapovalov com o indiano Rohan Bopanna, marcando parciais de 6/4, 3/6 e 10-7.

Os próximos adversários dos cabeças de chave número 2 serão o croata Ivan Dodig e o eslovaco Flip Polasek, seus algozes na final de Pequim na semana passada. Eles venceram um duelo equilibradíssimo com o romeno Horia Tecau e o holandês Jean-Julien Rojer, sétimos pré-classificados, que teve dois tiebreaks e placar final de 7/6 (7-3), 6/7 (4-7) e 10-7.

No primeiro set, Melo e Kubot salvaram o único break-point que enfrentaram, logo no segundo game, e depois tiveram mais cinco chances de quebra, perderam duas no quinto, mais duas no sétimo, para enfim no nono conseguir a vantagem. Eles confirmaram o serviço na sequência e fizeram 1 a 0.

A partida parecia sob controle para a dupla mineiro-polonesa, que abriu 2/1 e saque na segunda parcial. Só que depois disso eles perderam cinco games seguidos, com duas quebras, acabaram levando a pior e tiveram que definir o jogo no match-tiebreak, em que deram a volta por cima e fizeram 10-7 para despachar os rivais.

Djokovic cai nas duplas

Depois de se garantir nas quartas de simples com um grande desempenho no saque frente ao norte-americano John Isner, o sérvio Novak Djokovic não resistiu à jornada dupla e acabou eliminado com o parceiro e compatriota Filip Krajinovic. Os sérvios perderam para os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski com parciais de 6/3 e 6/2.

Murray e Skupski terão agora pela frente o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus, que confirmaram a condição de cabeças de chave 4 e derrubaram o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers de virada, com 6/7 (3-7), 6/1 e 10-8.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis