Notícias | Dia a dia
Zverev supera Berrettini e busca maior título do ano
12/10/2019 às 11h01

Xangai (China) - A segunda semifinal deste sábado no Masters 1000 de Xangai não valia apenas uma vaga na final do torneio, mas também uma melhor colocação na corrida para o ATP Finals. Melhor para o alemão Alexander Zverev, que derrotou o italiano Matteo Berrettini em sets diretos, com o placar final de 6/3 e 6/4, após 67 minutos de embate.

Zverev aproveitou a temporada asiática para dar uma arrancada na corrida, saindo da décima colocação para a sétima. Com a vitória sobre Berrettini, que será o oitavo e último na zona de classificação para Londres, o alemão abriu quase 100 pontos para seu perseguidor mais próximo e vai se aproximando de tentar defender a conquista do ano passado na Arena O2.

Em busca de mais pontos nessa importante disputa na reta final de 2019, o germânico enfrentará na decisão de Xangai o embaladíssimo Daniil Medvedev, que venceu a oitava seguida e disputará a sexta final consecutiva. Será o quinto embate entre os dois com total vantagem de Zverev sobre o russo, vencendo os quatro duelos anteriores, o último deles no ano passado.

O jogo entre Zverev e Berrettini foi tão equilibrado quanto rápido, com poucos ralis mais longos. Duas quebras, uma em cada set, acabaram definido a vitória do alemão, que foi preciso com o saque e não enfrentou um break-point sequer contra si. Ele terminou a partida com 11 aces e aproveitamento de 85% com o serviço, contra 69% do italiano.

A primeira parcial teve um break para Zverev no quarto game e nenhuma chance a mais. Com poucas oportunidades para os devolvedores, o segundo set só foi decidido somente na reta final. Sacando em 4/4, Berrettini largou mal no seu game de serviço, encarou um 0-40 e até salvou o triplo break-point, mas cedeu uma quarta chance de quebra e se deu mal.

Dono de 11 títulos no circuito, o alemão de 22 anos irá disputar sua terceira e maior final da temporada, em que conquistou o ATP 250 de Genebra e ficou com o vice no ATP 500 de Acapulco, perdendo para o australiano Nick Kyrgios.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis