Notícias | Dia a dia
Mãe de Djokovic diz que filho pode seguir Federer
17/10/2019 às 11h43

Belgrado (Sérvia) - A busca do sérvio Novak Djokovic por mais conquistas e novas marcas no circuito deverá durar ainda mais alguns anos. De acordo com a mãe do atual número 1, Dijana Djokovic, ele deverá jogar pelo menos mais três temporadas e pode ainda seguir a longevidade do suíço Roger Federer.

“Quem sabe até quando irá jogar? Ele está com 32, talvez jogue até uns 35. Não posso garantir nada, tudo depende dele. Se estiver feliz e motivado, por que não seguir? Federer está com 38 e ainda joga”, disse a mãe de Novak em entrevista à revista GQ.

“Tenho muito orgulho dele, não foi fácil chegar onde chegou. Já soma 273 semanas como número 1, muitos troféus e muitos momentos especiais”, comentou Dijana, que revelou qual foi o momento mais importante da carreira do filho para ela.

A mãe do tenista sérvio destacou a conquista de Wimbledon em 2011, batendo o espanhol Rafael Nadal na final: "Ao mesmo tempo que conquistou o título com o qual sonhava desde criança, ele também chegou ao número 1. Toda a família estava esperando por isso", afirmou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis