Notícias | Dia a dia
Ex-top 15, Alexander Volkov morre aos 52 anos
19/10/2019 às 16h42

Ex-jogador profissional russo foi semifinalista do US Open de 1993

Foto: Ken Levine/Getty Images

Moscou (Rússia) - Faleceu neste sábado, aos 52 anos, o ex-jogador profissional russo Alexander Volkov. Nascido em março de 1967, Volkov foi tenista profissional durante onze anos e também atuou com técnico do ex-número 1 do mundo Marat Safin. A Federação de Tênis da Rússia e a ATP não divulgaram informações sobre a causa da morte.

Em sua trajetória no circuito, Volkov tem como pontos altos a chegada à semifinal do US Open de 1993 e o 14º lugar do ranking mundial. De suas 17 vitórias contra adversários do top 10, a mais expressiva foi sobre o então número 1 do mundo Stefan Edberg na primeira rodada do US Open de 1990.

O canhoto Volkov começou a jogar tênis aos 10 anos, mas sofreu um acidente ainda na adolescência que o fez fraturar o ombro. Por conta de novas lesões ainda no início da carreira, cogitou até mesmo trocar de esporte para o hóquei ou o futebol.

Vencedor de três torneios no circuito, Volkov encerrou sua carreira profissional em 1997, com 303 vitórias e 255 derrotas. Ele disputou 30 Grand Slam seguidos entre a edição de 1989 de Wimbledon e o US Open de 1996, também terminou cinco anos seguidos entre os 25 primeiros do ranking, entre 1990 e 1994. O russo ainda disputou as Olimpíadas de 1988 e 1992, além de ajudar seu país a chegar à final da Copa Davis de 1994.

Como treinador, atuou na formação de Marat Safin e auxiliou seu compatriota no caminho para os títulos do US Open de 2000 e do Australian Open de 2005 antes de encerrar a parceria em 2007.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis