Notícias | Dia a dia
Soares e Pavic ficam com o vice em Estocolmo
20/10/2019 às 09h33

Soares e Pavic vinham de oito vitórias seguidas no circuito

Foto: Arquivo

Estocolmo (Suécia) - Depois de vencerem oito jogos seguidos nas duas últimas semanas, Bruno Soares e o croata Mate Pavic ficaram com o vice-campeonato do ATP 250 de Estocolmo, em quadras duras e cobertas na capital sueca. O título ficou com o finlandês Henri Kontinen e o francês Edouard Roger-Vasselin, que venceram uma final de 67 minutos por 6/4 e 6/2.

Soares e Pavic foram campeões do Masters 1000 de Xangai na última semana, em uma final com dois brasileiros em quadra, já que Marcelo Melo ficou com o vice ao lado do polonês Lukasz Kubot. O mineiro de Belo Horizonte e seu parceiro croata agora seguem para a disputa do ATP 500 de Viena, que acontece já na próxima semana.

Vencedor de 32 torneios no circuito, Bruno Soares disputou sua 62ª final de ATP. O mineiro de 37 anos buscava seu terceiro título em Estocolmo. O primeiro foi ao lado zimbabuano Kevin Ullyett, enquanto a conquista mais recente foi em 2012, em parceria com Marcelo Melo. Na atual temporada, Soares também foi campeão em Sydney com o britânico Jamie Murray e na grama de Stuttgart com o australiano John Peers.

Kontinen e Roger-Vasselin formam uma parceria pontual no circuito. O finlandês de 29 anos e ex-número 1 do mundo costuma atuar ao lado de John Peers e comemorou seu 23º título da carreira. Já o veterano francês de 35 anos foi finalista de Wimbledon ao lado do compatriota Nicolas Mahut e acumula 20 títulos na elite do circuito mundial.

Ainda que Soares e Pavic conseguissem algumas boas devoluções já nos primeiros games, não foi possível criar oportunidades de quebra no início da partida, especialmente quando era Kontinen quem estava sacando. O mineiro e o croata teriam um break point já no sétimo game, no serviço de Roger-Vasselin, mas não o aproveitaram. Pouco depois, o francês venceu pontos importantes do fundo de quadra e pressionou o saque de Pavic, que cometeu uma dupla-falta no set point.

O segundo set começou com Soares tendo que salvar dois break points no saque. Kontinen e Roger-Vasselin vinham cada vez mais confiantes e sequer tiveram o serviço ameaçado, cedendo apenas cinco pontos em seus games. Depois de um equilíbrio inicial até o empate por 2/2, o finlandês e o francês venceram quatro games seguidos e consolidaram a vitória.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis