Notícias | Dia a dia
Federer: 'Nadal não me convidou para o casamento'
20/10/2019 às 15h37

Suíço já estreia nesta segunda-feira na Basileia

Foto: Arquivo

Basileia (Suíça) - Apesar da amizade que tem com Rafael Nadal, Roger Federer não compareceu ao casamento do espanhol, realizado no último sábado em Mallorca. O suíço disse até que nem chegou a ser convidado para cerimônia, mas que isso não abala o relacionamento que tem com Nadal.

"Não fui convidado e também não esperava. Mas isso não é um problema. Eu o parabenizei no dia do casamento e não esperava que ele me respondesse. Sabia que ele tinha coisas melhores para fazer. Como festejar, espero. Ficarei feliz em vê-lo para perguntar como foi", disse Federer na entrevista coletiva deste domingo, antes de estrear no ATP 500 da Basileia.

Federer já vai jogar nesta segunda-feira. O suíço entra em quadra às 14h (de Brasília) para enfrentar o alemão Peter Gojowczyk, jogador de 30 anos e 111º do ranking. Nos dois duelos anteriores, o ex-número 1 do mundo não perdeu um set sequer. O anfitrião diz que partiu dele a escolha por jogar já no primeiro dia do torneio.

"A preparação fica um pouco mais curta. Mas se você ganha o jogo, terá mais tempo de recuperação depois. É por isso que o início é muito importante. Era meu desejo jogar de novo na segunda-feira. O problema era que eu não sabia até sábado se eu realmente jogaria na segunda-feira. Se, por exemplo, eu fosse sorteado para enfrentar um finalista do torneio de Moscou, não seria possível. Isso influenciou um pouco o planejamento".

O histórico de Federer na Basileia é muito vitorioso. São nove títulos e cinco vice-campeonatos, totalizando 14 finais. Além disso, o suíço chegou à final nas últimas doze vezes que disputou o torneio. Já com 38 anos, ele acertou detalhes de seu contrato com os organizadores do evento para seguir no torneio enquanto durar sua carreira profissional.

"Meu objetivo era ter um contrato que fosse renovado automaticamente enquanto eu continuar jogando profissionalmente. Conseguimos isso alguns dias atrás. Para mim, ficou claro que eu jogarei aqui todos os anos. Isso é oficial. Eu destino o cachê à minha fundação há anos", disse Federer, que também comentou sobre a expectativa pelo décimo título.

"Ganhar um torneio de 10 vezes é algo que nunca passou pela minha cabeça. Esses números são incríveis. Lembro de quando o Rafa fez isso em Monte Carlo e agora estou na mesma situação", comenta Federer, que neste ano conseguiu ganhar o ATP de Halle pela décima vez. "Você tem que jogar um torneio frequentemente e com sucesso. Precisa ter algo especial, que faça com que você sempre volte. Podem ser as condições da quadra, a cidade ou o público. No final, é uma combinação de tudo isso. E esse é certamente o caso aqui na Basileia".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis