Notícias | Copa Davis
Djokovic, Nadal e Murray jogam a fase final da Davis
21/10/2019 às 14h21

Nadal será uma das atrações da equipe espanhola da Davis em Madri

Foto: Divulgação

Madri (Espanha) - A primeira edição da Copa Davis após uma série de mudanças em seu formato de disputa contará com muitas estrelas do circuito. Nomes como Novak Djokovic, Rafael Nadal e Andy Murray estarão em quadra em Madri. A fase final da competição terá 18 equipes, divididas em seis grupos, e acontecerá entre os dias 18 e 24 de novembro.

Após a disputa interna das seis chaves, os campeões de cada tringular e mais os dois melhores segundos colocados avançam às quartas de final. A competição seguirá, então, em formato eliminatório até a definição do campeão. Todas as partidas serão disputadas em melhor-de-três sets e os confrontos entre os países terão dois jogos de simples e um de duplas.

A Sérvia de Novak Djokovic está no Grupo A. O número 1 do mundo terá a companhia de Dusan Lajovic, Viktor Troicki, Filip Krajinovic e Janko Tipsarevic. Na mesma chave está a França de Gael Monfils, Benoit Paire, Jo-Wilfred Tsonga, Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, além do Japão de Yoshihito Nishioka, Yasutaka Uchiyama, Yuichi Sugita, Taro Daniel e Ben McLachlan.

A anfitriã Espanha está no Grupo B e conta com Rafael Nadal, Roberto Bautista-Agut, Pablo Carreño Busta, Feliciano López e Marcel Granollers. A chave ainda tem a Croácia de Marin Cilic, Borna Coric, Mate Pavic, Nikola Mektic e Ivan Dodig, além da forte equipe russa de Daniil Medvedev, Karen Khachanov, Andrey Rublev e Evgeny Donskoy.

O Grupo C tem duas nações sul-americanas, Argentina e Chile. Os argentinos terão Diego Schwartzman, Guido Pella, Leo Mayer e Horacio Zeballos. Já o time chileno conta com Cristian Garín, Nicolás Jarry, Alejandro Tabilo, Marcelo Barrios e Hans Podlipnik. Na mesma chave está a Alemanha de Jean-Lennard Struff, Philipp Kohlschreiber, Dominik Koepfer e os duplistas Andreas Mies e Kevin Krawietz.

No Grupo D, a Bélgica tem David Goffin, Kimmer Coppejans, Sander Gille, Joran Vliegen e Steve Darcis. A Colômbia tem a forte dupla de Robert Farah e Juan Sebastián Cabal, além de Santiago Giraldo, Daniel Elahi Galán e Alejandro Gonzalez. A chave ainda tem a Austrália, que ainda irá anunciar sua equipe. Um nome forte é o de Alex De Minaur.

O Grupo E tem a Grã-Bretanha de Andy Murray, Dan Evans, Jamie Murray e Neal Skupski. O time britânico tem a companhia da Holanda, com Robin Haase, Tallon Griekspoor, Botic Van de Zandschulp e os duplistas Wesley Koolhof e Jean-Julien Rojer, além do Cazaquistão de Alexandr Bublik, Mikhail Kukushkin, Dmitriy Popko, Aleksandr Nedovyesov e Andrey Golubev.

Já no Grupo F, o Canadá tem a experiência de Milos Raonic e Frank Dancevic e a juventude de Denis Shapovalov e Felix Auger-Aliassime. Na mesma chave, a Itália tem Matteo Berretini, Fabio Fognini, Andreas Seppi e Simone Bolelli, já os Estados Unidos apostam em Frances Tiafoe, Jack Sock, Reilly Opelka, Taylor Fritz e Sam Querrey.

Comentários