Notícias | Dia a dia
Nadal garante que número 1 não é mais prioridade
27/10/2019 às 13h14

Nadal treinou ao lado de Djokovic no sábado e diz estar em plena forma para disputar Paris

Foto: ATP

Paris (França) - A uma semana de recuperar a liderança do ranking, posição que ocupou pela última vez no dia 4 de novembro de 2018, o espanhol Rafael Nadal garantiu na entrevista oficial de apresentação dos jogadores em Paris de que o número 1 não é mais uma prioridade para ele. Devido ao desconto antecipado dos pontos do Finals do ano passado, Novak Djokovic perderá o posto mesmo que seja campeão em Paris.

"Ser o número 1 do mundo não é um objetivo para mim", afirmou ele. "Não farei nada além do meu calendário natural para terminar o ano na ponta. Minha meta não é outra senão esticar minha carreira o máximo possível. Se por consequência eu chegar à liderança, estarei muito feliz. Se não conseguir, não haverá problema. Há tempos que meus objetivos são outros".

Ele garante se sentir em condições ideais para a sequência dura que fará a partir de agora. "Estou muito bem fisicamente, não sinto dores de qualquer tipo. Se estou aqui é porque me vejo em condições plenas de jogo. Vamos ver se conseguirei dar 100% de mim a cada partida. Esta tem sido uma temporada muito boa, de grandes resultados. Decidi dar uma parada após a Laver Cup para este final de temporada", afirmou o espanhol, que na verdade só fez um jogo em Genebra e se casou há apenas uma semana.

Questionado sobre o fato de não tido o tempo ideal para lua de mel, Nadal garante ter aproveitado bem o tempo fora das quadras. "Foi o suficiente para eu me recuperar totalmente. Viajamos na verdade antes do casamento. Sinto que tudo deu certo, me preparei bem para esta sequência de Paris, Londres e Copa Davis. Claro que dependerá do meu físico, mas a meta é jogar tudo".

Nadal diz estar feliz pelo conjunto de sua temporada. "A alegria de ganhar um Grande Slam ou de ser número 1 não é hoje igual a do que foi nas primeiras vezes. Claro que ainda são muito boas, mas isso muda com o tempo. Estou muito feliz por minha temporada, porque fui competitivo na grande maioria dos torneios".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis