Notícias | Dia a dia
Federer festeja atuação, mas coloca Paris em dúvida
27/10/2019 às 15h26

Federer não conteve a emoção ao comemorar a 10ª conquista em sua cidade natal

Foto: ATP

Basileia (Suíça) - Nem mesmo a forma econômica com que conseguiu chegar ao título do ATP 500 da Basileia neste final de semana deixou Roger Federer certo de que jogará o Masters de Paris, a partir de quarta-feira. O número 3 do mundo afirmou na entrevista oficial que só decidirá na segunda-feira se competirá em Bercy.

Federer não disputou a partida de quartas de final na Basileia, devido ao abandono por contusão de Stan Wawrinka, e fez duas rodadas decisivas muito tranquilas diante de Stefanos Tsitsipas e Alex de Minaur. Existe no entanto um problema de adaptação ao piso bem mais lento de Bercy e a meta de chegar em perfeitas condições ao Finals de Londres. Seu adversário de estreia em Paris sairá do duelo entre o georgiano Nikoloz Basilashvili e o romeno Radu Albot.

Veja como ficou chave de Paris após definição dos qualis

Sobre a ótima atuação na final diante do garoto australiano de 20 anos, Federer acha que fez tudo certo: "Foi um jogo rápido, mas foi ótimo. Acho que fiz uma grande partida. O começo do jogo foi exigente, com cinco primeiros games cheios de grandes ralis. Mas nunca recuei".

Em cima de um piso rápido que tanto o agrada, Federer acredita ter cometido poucos erros e elogiou o jovem adversário: "Fui muito bem na parte ofensiva, cometendo poucos erros. Consegui grandes bolas e saquei bem quando foi necessário. Alex jogou um grande torneio, acho que nós dois temos de estar felizes. Foi um momento incrível conquistar o 10º troféu em casa".

Saiba como foi a conquista de Federer na Basileia

O título valeu 430 mil euros a Federer e o recolocou com vantagem no terceiro lugar do ranking da temporada em cima do russo Daniil Medvedev. O australiano embolsou a metade e terá grande lucro também com o ranking, aparecendo nesta segunda-feira no top 20 pela primeira vez.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis