Notícias | Dia a dia
Medvedev leva a virada e cai na estreia em Paris
29/10/2019 às 18h09

Medvedev vinha de seis finais seguidas no circuito, mas caiu para Chardy em Paris

Foto: Divulgação

Paris (França) - Depois de alcançar seis finais seguidas no circuito e conquistar dois troféus de Masters 1000, em Cincinnati e em Xangai, Daniil Medvedev sofreu uma precoce eliminação no Masters de Paris. O russo de 23 anos e número 4 do mundo levou a virada do francês Jeremy Chardy, 65º colocado, que venceu com parciais de 4/6, 6/2 e 6/4 em 2h06 de partida.

Medvedev não caía antes da final de um torneio desde Wimbledon, onde foi superado por David Goffin na terceira rodada. Já a última derrota do russo em uma estreia aconteceu na grama de Stuttgart para Lucas Pouille. Além dos dois títulos de Masters 1000, Medvedev também foi campeão em São Petersburgo e ficou com o vice em Washington, Toronto e no US Open.

Aos 32 anos, Chardy tem o melhor resultado da carreira no Masters 1000 de Paris ao chegar pela primeira vez às oitavas de final. O experiente francês conseguiu sua 12ª vitória contra top 10 na carreira e a primeira na temporada. Seu próximo adversário virá do jogo entre o chileno Cristian Garin e o norte-americano John Isner.

Durante a equilibrada partida desta terça-feira, cada jogador venceu 91 pontos. Medvedev liderou a estatística de aces por 11 a 0 e a de winners por 23 a 18, além de ter cometido um número menor de erros, 25 contra 38 do rival. No entanto, o russo aproveitou apenas um dos 15 break points que teve na partida, enquanto Chardy conseguiu três quebras em cinco oportunidades.

O primeiro set foi muito tranquilo para Medvedev, que perdeu apenas quatro pontos no saque e não teve o serviço ameaçado. O russo só precisou fazer quatro winners, contra dois do francês, e contou com 13 erros não-forçados do rival, cometendo apenas seis. A única quebra aconteceria no game que encerrou a parcial.

Após um início equilibrado no segundo set, Chardy conseguiu vencer quatro games seguidos já no fim da parcial. O francês passou a utilizar mais slices para neutralizar os ataques de seu adversário e teve sucesso, além de vencer seis pontos em sete subidas à rede. As estatísticas foram equilibradas, 7 a 6 em winners para Medvedev, e também 9 a 7 para o russo em erros.

A parcial decisiva começou com Medvedev pressionando constantemente o saque de Chardy, mas o russo não aproveitou nenhum dos oito break points que teve em três games distintos até o empate por 3/3. As oportunidades perdidas custaram caro ao russo, que teve o serviço quebrado no sétimo game. Quando Chardy sacava para o jogo, salvou mais um break point, com ótimo saque aberto, antes de confirmar a vitória de virada.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis