Notícias | Dia a dia
Nadal estreia bem e encara Wawrinka nas oitavas
30/10/2019 às 17h42

Nadal tem ampla vantagem no histórico de confrontos contra Wawrinka, com 18 vitórias e apenas três derrotas

Foto: Divulgação

Paris (França) - A busca de Rafael Nadal por um título inédito no Masters 1000 de Paris começou com vitória nesta quarta-feira. O número 2 do mundo venceu um duelo de canhotos contra o anfitrião Adrian Mannarino, 43º do ranking, por 7/5 e 6/4 em 1h50 de partida em quadra dura e coberta na capital francesa.

Nadal não disputava torneios regulares no circuito desde o título do US Open, no início de setembro. Nesse intervalo, atuou em uma partida da Laver Cup, em Genebra, e também fez um jogo de exibição contra Novak Djokovic no Cazaquistão na semana passada. O período de repouso serviu para ele se recuperar de uma lesão na mão esquerda. Fora das quadras, aproveitou esse tempo para se casar com a companheira de longa data Maria Francisca Perello.

Apesar do longo período de inatividade, Nadal irá reassumir a liderança do ranking mundial na próxima segunda-feira, superando o atual número 1 Novak Djokovic. A diferença atual entre eles é de 320 pontos, com 9.545 para o sérvio e 9.225 para o espanhol. Mas Djokovic sofrerá um desconto de 1.600 pontos, referentes a vice-campeonatos em Paris e no ATP Finals do ano passado, enquanto Nadal não defende mais resultados. Dessa forma, mesmo que o sérvio seja campeão em Paris, ficaria com apenas 8.945 pontos. 

O adversário de Nadal nas oitavas em Paris será o suíço Stan Wawrinka, 16º colocado no ranking, contra quem tem 18 vitórias e apenas três derrotas em 21 jogos disputados. Wawrinka avançou na competição ao derrotar o croata Marin Cilic, 24º colocado, por 7/6 (7-3) e 7/6 (7-5). Esta foi a 13ª vitória do suíço em 15 partidas diante do rival croata.

A vitória desta quarta-feira foi a 49ª de Nadal na temporada. Ele conquistou títulos no saibro de Roma e Roland Garros e nas quadras duras de Montréal e do US Open, além de também ter sido finalista do Australian Open. O espanhol de 33 anos sofreu apenas seis derrotas em 2019. Ele também acumula 12 vitórias seguidas no circuito, já que está sem perder desde a semifinal de Wimbledon.

Espanhol teve ótimo desempenho nos games de saque
Nadal fez um primeiro ser muito seguro no saque, já que não enfrentou break points e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço. O espanhol também foi consistente do fundo de quadra, cometendo apenas quatro erros não-forçados contra 14 de Mannarino. A estatística de winners foi mais equilibrada, com 15 a 12 para o francês.

Depois de um começo de partida muito tranquilo para os sacadores, Nadal aos poucos foi encontrando meios de pressionar o francês com suas devoluções. O primeiro break point veio quando o espanhol vencia por 4/3, mas Mannarino respondeu em grande estilo, encaixando três aces. Dois games mais tarde, o francês teve que salvar um set point antes de confirmar o serviço. Já no último game antes de um eventual tiebreak, Mannarino baixou um pouco a intensidade e acumulou erros não-forçados que custaram a quebra de serviço.

O cenário da partida não mudou no começo do segundo set, ainda que os ralis longos fossem um pouco mais frequentes que na parcial anterior. Nadal seguia confirmando seus games de serviço com tranquilidade, novamente sem enfrentar break points, e colocando o atleta da casa sob constante pressão.

Mannarino escapou de um break point logo em seu primeiro game de saque na parcial, mas conseguiu sair ileso até o empate por 4/4. Pressionado pela primeira vez no jogo, o espanhol confirmou o saque em um game de seis minutos e ficou perto da vitória. No game seguinte, Mannarino acabou cometendo três erros que definiram o placar. Mannarino até liderou o número de winners do jogo, por 26 a 24, mas cometeu 21 erros contra só 11 do espanhol.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis