Notícias | Dia a dia
Nadal se anima com ótimo desempenho no saque
30/10/2019 às 20h59

Nadal não enfrentou break points na partida desta quarta-feira em Paris

Foto: Divulgação

Paris (França) - Depois de vencer sua partida de estreia no Masters 1000 de Paris, Rafael Nadal saiu de quadra bastante satisfeito com seu desempenho no saque. Afinal, o espanhol sequer enfrentou break points e cedeu apenas 14 pontos em seus games de serviço contra o canhoto francês Adrian Mannarino.

"Estou muito feliz com a maneira como saquei hoje. Acho que não enfrentei nenhum break point durante toda a partida e contra um adversário que devolve muito bem. Então isso significa muito. Voltar a esta quadra é sempre especial", disse Nadal após a vitória por 7/5 e 6/4 sobre Mannarino nesta quarta-feira em Paris. O espanhol ainda luta por título inédito no torneio.

"Eu sei o quanto o Adrian é perigoso nessa quadra. A superfície é rápida e o quique da bola é baixo, então eu acho que é uma quadra perfeita para ele. Então, eu sabia que seria uma partida muito difícil. Eu precisava jogar bem, e acho que joguei. Meu saque funcionou muito bem durante toda a partida. Acho que joguei no nível certo", acrescenta o espanhol, que voltará à liderança do ranking na próxima semana.

Nadal não disputava torneios regulares no circuito desde o título do US Open, no início de setembro. Desde então, apenas atuou em uma partida da Laver Cup e fez um jogo de exibição contra Novak Djokovic no Cazaquistão na semana passada. "Não é fácil voltar ao circuito depois de tanto tempo, ainda mais jogando nesta quadra contra um adversário muito perigoso. Então, estou muito feliz com a vitória".

O próximo jogo de Nadal será contra o suíço Stan Wawrinka, marcado para às 15h30 (de Brasília) desta quinta-feira. Apesar do histórico amplamente favorável ao espanhol, que tem 18 vitórias e apenas três derrotas contra o rival, ele prega respeito ao suíço, 16º do ranking e vencedor de três Grand Slam.

"Amanhã é outro dia e tenho outra partida difícil contra o Stan. Terei que fazer tudo o que puder para impedir que ele jogue de forma agressiva. Se eu conseguir jogar bolas profundas e bater com força na bola, acho que posso controlá-lo. É fácil de dizer, mas pode não ser tão fácil de fazer".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis