Notícias | Dia a dia
Bertens: 'Deixei tudo em quadra e estou orgulhosa'
31/10/2019 às 16h46

Bertens disputou oito torneios seguidos nas últimas semanas

Foto: Divulgação

Shenzhen (China) - Diferente do que aconteceu com Naomi Osaka e Bianca Andreescu, que abandonaram o WTA Finals por conta de lesões, a holandesa Kiki Bertens teve que deixar a disputa por um problema de saúde. Bertens afirma ter acordado nesta quinta-feira com dores no estômago e que isso comprometeu seu desempenho no jogo contra Belinda Bencic. A número 10 do mundo também citou o desgaste acumulado desde a última terça, quando venceu a número 1 do mundo Ashleigh Barty.

"Tive alguns problemas no estômago", revelou Bertens depois de abandonar a partida contra Bencic, quando perdia por 7/5 e 1/0. "Estava um pouco tonta e sem energia para continuar. Acho que dei tudo absolutamente este ano e esta semana. Estou orgulhosa disso".

Bertens disputou oito torneios seguidos nas últimas semanas. Na corrida por uma vaga no Finals, a holandesa jogou em Zhengzhou, Osaka, Wuhan, Pequim, Linz e Moscou. Como ficou em décimo lugar no ranking, e fora do grupo das oito melhores do mundo, participou do WTA Elite Trophy, em Zhuhai, e foi vice-campeã. Depois, seguiu para Shenzhen, e herdou a vaga de Osaka, que desistiu do Finals por lesão no ombro. "Como cinco semanas atrás, eu disse a mim mesma: Você está completamente morta", afirmou a jogadora de 27 anos.

A holandesa agora irá aproveitar o período para se casar. Seu noivo, Remko de Rijke, está com 32 anos e faz parte de sua equipe, atuando como preparador físico, fisioterapeuta e parceiro de treinos. "Vai ser um pouco corrido para provar o vestido e coisas assim, mas prometeram para mim que vai dar tudo certo, mesmo que eles trabalhem dia e noite. Tenho ótimos organizadores de casamento em casa. Minha família fez muita coisa e acho que tudo vai ficar bem".

Por sua vez, Bencic lamentou a desistência de sua colega de circuito. A número 7 do mundo lembra que estava perdendo o set inicial por 5/3 e que a história do jogo poderia ser outra se a holandesa tivesse vencido o primeiro set. A suíça de 22 anos conta também que a situação delicada no placar não a impedia de ter um pensamento positivo.

"Talvez o gás dela tenha realmente acabado", comentou Bencic depois. "Foi um pouco triste. Obviamente, não queria vencer desse jeito, mas estou super orgulhosa de como lutei naquele set. Estava pensando que talvez ela ganhasse o primeiro set e a história seria diferente", avalia a suíça de 22 anos, que encara a ucraniana Elina Svitolina na semifinal.

"Acho que depois de perder a primeira partida aqui [para Barty no último domingo], eu só queria continuar lutando. Há pessoas que chegaram à semifinal quando venceram apenas uma partida da fase de grupos. Eu estava sempre pensando nesses pontos positivos. Acho que todas nós estamos exaustas e machucadas nessa época do ano. Agora é tudo uma questão de ter força mental para passar por tudo isso".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis