Notícias | Dia a dia
Andrei Medvedev: 'Enganei Federer para derrotá-lo'
01/11/2019 às 15h12

Vice de Roland Garros em 1999, o ucraniano Andrei Medvedev não tem parentesco com o russo Daniil Medvedev

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Ex-número 4 do mundo, Andrei Medvedev levou a melhor sobre Roger Federer na única vez que mediram forças, no saibro do Masters 1000 de Roma em 2000. Em entrevista ao The Tennis Podcast, recordou aquele triunfo de virada, batendo o suíço com parciais de 3/6, 6/3 e 7/5, afirmando ter enganado o rival para levar a melhor.

“Ele deveria ter vencido a partida. Lembro que o enganei, comecei a discutir com o árbitro, recebi uma advertência, mas de alguma forma consegui vencer o segundo e o terceiro sets. Foi pura sorte”, declarou Medvedev, que depois de superar Federer na primeira rodada foi até as oitavas de final, parando no sueco Magnus Norman.

“No vestiário disse para seu treinador, Peter Ludgren, que não dava para prever o que ele faria com a bola e também falei que se continuasse assim seria bem difícil enfrentá-lo no futuro” acrescentou o ucraniano, dono de 11 títulos como profissional, sendo quatro deles em Masters 1000 (todos no saibro).

Medvedev também fez questão de enaltecer a figura do suíço, afirmando que ele ajudou ainda mais a trazer relevância para o tênis. “Tínhamos grandes embaixadores para o tênis como Pete Sampras e Andre Agassi, mas o que fez Federer foi realmente demais. Ele mantém a elegância dentro e fora das quadras”, encerrou o ucraniano de 45 anos.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis