Notícias | Dia a dia
Herbert e Mahut levantam em Paris a 2º taça do ano
03/11/2019 às 10h01

Paris (França) - Campeões do Australian Open no começo da temporada, os franceses Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert ficaram quatro meses separados em 2019 e só retornaram às vésperas do US Open. A volta rendeu frutos neste domingo, conquistando o título do Masters 1000 de Paris, o segundo da parceria no ano e o 14º da parceria.

Herbert e Mahut enfrentaram na decisão os russos Karen Khachanov e Andrey Rublev, que se juntaram neste fim de temporada buscando entrosamento para a disputa da Copa Davis. A parceria da casa fez valer a condição de cabeças de chave 7 e precisou de somente 62 minutos para despachar os rivais, marcando placar final de 6/4 e 6/2.

O primeiro set da partida foi o mais disputado, com chances para ambos os lados. Os russos desperdiçaram quatro break-points em dois games diferentes, ao passo que os franceses deixaram escapar três oportunidades de quebra também em dois games. Só que no décimo e último, Herbert e Mahut tiveram mais dois breaks a seu favor e concretizaram o segundo.

Com a vantagem de 1 a 0 no marcador, o time da casa deslanchou na segunda parcial e logo na largada conseguiram abrir 3/0. Khachanov e Rublev por pouco não levaram um ‘pneu’, já que salvaram break-point no único game vencido por eles. Os franceses ainda quebraram o saque dos russos mais uma vez e fecharam no segundo match-point que tiveram.

A conquista de Herbert e Mahut no Masters 1000 de Paris é apenas a terceira de uma dupla totalmente francesa. Antes deles somente outras duas duplas conseguiram o mesmo feito: Nicolas Escude e Fabrice Santoro, em 2002, e depois Arnaud Clement e Michael Llodra, em 2006.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis