Notícias | Dia a dia
Brasil Open será challenger na próxima temporada
21/11/2019 às 19h18

De acordo com os organizadores, evento deverá continuar no Ibirapuera

Foto: Marcello Zambrana/DGW

São Paulo (SP) - Depois de a ATP confirmar a saída de São Paulo do calendário de elite do circuito mundial e da transferência do torneio ATP 250 para Santiago, a organização do Brasil Open deu mais detalhes sobre o evento que irá realizar em 2020. O evento será transformado em um challenger e acontecerá a partir de 23 de novembro.

Em entrevista ao blog Saque e Voleio, do jornalista Alexandre Cossenza, o diretor do torneio Luis Felipe Tavares confirmou que a competição continuará sendo disputada no Ginásio do Ibirapuera e vai distribuir premiação de US$ 163 mil, oferecendo 125 pontos no ranking da ATP ao campeão.

O executivo, que preside a promotora Koch Tavares, também anunciou a criação de outros dois torneios profissionais de nível challenger, que serão disputados em Olímpia (SP) e Florianópolis (SC). O evento no interior paulista será entre 16 e 22 de março e dará 50 pontos no ranking. Já o da capital catarinense será em quadras duras, entre 6 e 12 de abril, dando 80 pontos ao vencedor.

No último sábado, a organização do Brasil Open havia emitido um comunicado informando que o torneio teria um novo formato para "dar mais oportunidade aos tenistas brasileiros". A respeito das garantias financeiras para o evento, a promotora também afirmou que o novo torneio já tem projeto aprovado junto a Lei Federal de Incentivo ao Esporte.

Ainda segundo a Koch Tavares, a data em que o torneio acontecia em fevereiro "criava uma concorrência direta do torneio paulistano com os ATPs 500 de Acapulco e Dubai, ambos em quadra rápida, e antecedendo também o Masters 1000 de Indian Wells".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis