Notícias | Dia a dia
'Sempre tentei ser um bom exemplo', afirma Federer
11/12/2019 às 12h17

Paris (França) - Um dos tenistas com maior número de fãs espalhados através do globo terrestre, o suíço Roger Federer é considerado um dos jogadores mais elegantes dentro de quadra. Em entrevista ao Le Parisien, o atual número 3 do mundo falou sobre o assunto e também sobre a badalação do circuito.

“Eu acho que o fato de ter um backhand de uma mão ajuda, porque sempre na história desse esporte os jogadores com esse golpe foram considerados muito elegantes. Talvez digam isso sobre mim por causa da impressão que passo. Sempre quis inspirar as pessoas e acredito me veem como uma ponte entre o jogo do passado e o moderno”, afirmou o suíço.

“Sempre tentei ser um exemplo, um bom pai, um bom marido e um bom cidadão, para poder ajudar os outros”, acrescentou o dono de 20 títulos de Grand Slam, que havia dito também que a fama é um teste de personalidade para os tenistas, principalmente aqueles que vêm de famílias humildes.

Federer comparou a vida no circuito à de um músico em turnê mundial. “Os fãs sempre apreciam toda vez que você volta ao torneio. Ser bem-vindo como se fosse um atleta da casa em todo o mundo é uma sensação incrível e é por isso que nosso esporte é excelente”, comentou o atleta de 38 anos.

“Sou uma das pessoas que mais fala com a mídia e isso me deu a oportunidade de me conectar com muitas pessoas. Conheço todo mundo e isso também me permite mostrar como sou”, complementou o tenista da Basileia.

O suíço ainda falou sobre o que lhe faz perder a paciência. "Meus filhos. Eles são os que mais me testam! Eu sempre tenho a impressão de dar um passo à frente deles até encontrar a surpresa (risos). Eu os amo, mas com eles é quando perco a coragem. Não há tempo para relaxar quando você tem quatro!"

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis