Notícias | Dia a dia
Estado do Rio terá que pagar R$ 3 milhões a Djokovic
17/01/2020 às 19h15

Djokovic cobrava parte do valor do contrato por exibição feita em 2012

Foto: Arquivo

Rio de Janeiro (RJ) - A ação que Novak Djokovic movia contra o Estado do Rio de Janeiro teve decisão favorável ao tenista. O sérvio irá receber cerca de R$ 3 milhões referentes ao cumprimento de um contrato assinado em 2012, quando Djokovic esteve no Rio para uma série de eventos.

Na ocasião, o governo do estado havia contratado Djokovic por US$ 1,1 milhão. O valor seria dividido em até três parcelas e os primeiros pagamentos totalizavam US$ 450 mil. Depois disso, Djokovic entrou na Justiça para receber os outros US$ 650 mil que lhe foram prometidos. O governo não irá recorrer da decisão judicial.

A decisão da juíza Mirela Erbisti foi publicada na última quarta-feira, dia 15, pelo Tribunal de Justiça Estado do Rio de Janeiro. O processo tramitava na 14ª Vara da Fazenda Pública da capital fluminense. O valor corrigido do que o Rio terá que pagar a Djokovic é de R$ 2.993.556,05.

Em novembro de 2012, Djokovic disputou uma partida de exibição contra Gustavo Kuerten no Maracanãzinho. Guga venceu aquele jogo por 7/6 e 7/5. O sérvio também inaugurou quadras públicas de projetos sociais e participou de um jogo de futebol entre celebridades no estádio do Engenhão.

Número 2 do mundo e vencedor de 16 títulos de Grand Slam, Djokovic está atualmente em Melbourne, na Austrália. Ele disputa o Australian Open e luta por seu oitavo título na competição. Sua partida de estreia será contra o alemão Jan-Lennard Struff.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis