Notícias | Dia a dia
Feijão é banido do tênis por manipular resultados
25/01/2020 às 03h30

Londres (Inglaterra) - A madrugada de tênis no Brasil não teve apenas a rodada do Australian Open, mas também uma bomba para o esporte nacional. Suspenso provisoriamente desde março do ano passado, o paulista João ‘Feijão’ Souza foi considerado culpado por manipulação de resultados e acabou banido do tênis para o resto da vida, recebendo ainda uma multa de US$ 200 mil.

“Uma investigação da Unidade de Integridade do Tênis (TIU) estabeleceu que entre 2015 e 2019 o jogador cometeu inúmeras violações do Programa Anticorrupção de Tênis (TACP). Isso incluiu repetidos incidentes de manipulação de resultados nos torneios ATP challenger e ITF futures, realizados no Brasil, México, Estados Unidos e República Tcheca”, disse o comunicado da TIU.

Além das acusações de manipulação de resultados, também se constatou que o paulista de 31 anos falhou ao relatar abordagens de corrupção, não cooperou totalmente com a TIU, incluindo a destruição de evidências e solicitou que outros jogadores não se esforçassem devidamente.

O caso de Feijão foi analisado pelo Prof. Richard H. McLaren. A decisão de impor uma proibição vitalícia significa que, a partir de 24 de janeiro de 2020, o jogador estará permanentemente inelegível para competir ou participar de qualquer evento organizado ou reconhecido pelos órgãos dirigentes do esporte.

Aos 31 anos de idade, o paulista de Mogi das Cruzes aparece atualmente na 742ª colocação no ranking, mas chegou a ser o 69º do mundo em abril de 2015. Ele é o segundo brasileiro na lista. O gaúcho Diego Matos sofreu a mesma punição em setembro de 2019.

Relembre o caso
No dia 6 de abril do ano passado, a Tennis Integrity Unit comunicou que Feijão estava suspenso do tênis profissional. Mas um dia depois, a pena foi revogada e o comunicado retirado do site da entidade trata de casos relacionados ao mercado de apostas e manipulação de resultados. Feijão retornou ao circuito, mas a suspensão voltou a valer no dia 18 de abril. Desde então, ele aguardava julgamento para a ter a definição sobre a duração da pena.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva