Notícias | Outros
Natan vence mais uma e faz semi no Banana Bowl
14/02/2020 às 18h54

Natan Rodrigues tenta repetir feitos recentes de Orlando Luz e Thiago Wild no torneio

Foto: Luiz Candido/CBT

Criciúma (SC) - O tênis brasileiro terá um representante na semifinal da categoria 18 anos do Banana Bowl, o mais tradicional torneio de tênis infanto-juvenil da América Latina. Nesta sexta-feira, o baiano Natan Rodrigues confirmou o favoritismo como principal cabeça de chave do torneio e superou o francês Martin Breysach por 4/6, 6/0 e 6/2.

Na semifinal, que será realizada a partir das 10h (de Brasília) deste sábado, ele enfrenta o norte-americano Dali Blanch. O torneio nível ITF JA acontece nas quadras de saibro da Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma. A competição vale 500 pontos no ranking mundial juvenil da Federação Internacional.

“Não comecei o jogo com a energia ideal, o que não pode acontecer. Mas me toquei e pouco a pouco consegui me puxar, com a torcida e o Thiago Alves (treinador) me ajudando muito. Consegui elevar meu nível de energia e depois ficou até tranquilo. A torcida também fez a diferença, a arquibancada estava mais cheia e foi fundamental para chegar à vitória”, destaca Natan Rodrigues, que tem 18 anos e é o 16º colocado no ranking juvenil.

A última vez que um brasileiro havia chegado tão longe no Banana Bowl foi em 2017, quando Thiago Wild foi finalista da competição. Já os últimos títulos foram conquistados por Orlando Luz nas temporadas de 2014 e 2015.

Segundo cabeça de chave, o italiano Luciano Darderi foi eliminado nesta sexta-feira. O campeão do Brasil Juniors Cup sentiu o cansaço da sequência de jogos e perdeu para o argentino Roman Burruchaga por 6/0 e 6/2. O chinês Hanwen Li venceu o norte-americano Bruno Kuzuhara por 7/5 e 6/0, enquanto o também estadunidense Dali Blanch superou o chinês Juncheng Shang por 6/4 e 6/3.

No feminino, algumas das favoritas foram eliminadas. Cabeça de chave número 5, a uruguaia Guillermina Grant perdeu para a ucraniana Sabina Zeynalova por 5/7, 6/4 e 6/0. Ele enfrentará na semi a norte-americana Elvina Kalieva, que passou pela mexicana Julia Garcia, terceira favorita, por 6/3 e 6/4. A outra semifinal será entre a espanhola Leyre Gormaz e a norte-americana Madison Sieg.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis