Notícias | Dia a dia
Wild destaca confiança e bom físico na nova fase
28/02/2020 às 00h38

Thiago Wild aproveita convites nos ATPs sul-americanos e pode dar novo salto de 16 posições no ranking

Foto: Jim Rydell/Divulgação

Santiago (Chile) - O garoto paranaense Thiago Wild, de 19 anos, jogará nesta sexta-feira a rodada mais importante de sua curta carreira. Ao superar o argentino Juan Ignacio Londero, 63º colocado e quinto favorito em Santiago, por 7/6 (9-7) e 6/4, ele avançou pela primeira vez às quartas de um torneio de nível ATP.

"Melhorei muito minha parte física e mental desde o fim do ano passado, mas o que mais mudou foi a confiança adquirida durante essa gira sul-americana", afirmou Wild, que também fez grande campanha no ATP 500 do Rio de Janeiro, em que ficou bem perto de atingir as quartas de final. Com os pontos já somados, pode subir mais 16 postos no ranking e ir ao 166º lugar.

O triunfo desta quinta-feira foi o mais expressivo de sua curta carreira, superando sua vitória sobre o italiano Marco Cecchinatto, 73º colocado, em outubro do ano passado no challenger de Lima. No mesmo período ele havia derrotado o boliviano Hugo Dellien duas vezes (75 e 76 do mundo em Guayaquil e Montevidéu), além de Thiago Monteiro (89º, em Guayaquil). São agora sete vitórias sobre adversários top 100, incluindo também Nicolas Jarry (99º) e Alejandro Fokina (90º).

Ele encara nesta sexta-feira a prata da casa Cristian Garín, 18º colocado e principal favorito, em jogo previsto para as 20h30 (de Brasília). Em grande momento, Garin vem de título no Rio Open e de Cordoba e soma dez vitórias seguidas no saibro sul-americano. "Conheço ele de um tempo e sei de sua evolução. Vi ele jogar muitas vezes e será uma partida muito dura, ainda mais na casa dele", resumiu.

João Zwetsch, treinador de Wild, comentou sobre o triunfo desta quinta-feira: "Baita jogo, baita vitória, Londero é um cara duríssimo de ganhar nessas condições, cara agressivo, vende muito caro. Grande vitória, Thiago está crescendo, amadurecendo, mostrando tudo o que ele faz. Ele tem muito a dar, está em processo de evolução. Está crescendo mais nas coisas importantes, trabalho do dia a dia, construção do trabalho como um atleta e vai dar frutos pela frente", aposta o técnico gaúcho.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis