Notícias | Dia a dia
Federer: 'Esquecemos o quão privilegiados somos'
23/03/2020 às 10h51

Basileia (Suíça) - Já com seus 38 anos de idade, o suíço Roger Federer segue firme no circuito e inclusive passou por uma artroscopia no joelho para continuar jogando no mais alto nível. Com o retorno marcado para a temporada de grama, junto com o restante do circuito, paralisado por causa do surto de coronavírus, o tenista da Basileia refletiu sobre os privilégios que tem de ser um atleta de sucesso.

“Olho para trás e lembro quando ser top 100 era um sonho, assim como era também poder jogar nas principais quadras. Depois que você consegue isso, passa a achar normal jogar em uma quadra central para 15 mil pessoas. Às vezes esquecemos o quão privilegiados somos, mas eu gosto de sempre lembrar. Aproveitei cada momento e tento continuar fazendo o mesmo”, comentou o suíço.

Além de pensar sobre o passado, destacando a importância da educação para chegar aonde chegou, Federer também vislumbra o futuro e quer motivar os jovens esportistas de seu país. “Espero poder inspirar a próxima geração de atletas suíços. Nosso país pode não mostrar a mesma paixão por seus esportistas como os latinos, mas também adoramos os esportes”, disse o atual número 4 do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis