Notícias | Dia a dia
Orgulho sérvio, Djokovic completa 33 anos
22/05/2020 às 09h26

Belgrado (Sérvia) - Um dos grandes nomes não apenas do tênis atual, mas também de toda a história, o sérvio Novak Djokovic completa nesta sexta-feira seu 33º aniversário. Nascido em Belgrado, na então Iugoslávia, o atual número 1 do mundo não apenas conquistou o mundo com seu desempenho, mas também ajudou a promover a nação de onde veio.

“A Sérvia foi o país em que cresci e que me permitiu evoluir como pessoa e chegar a ser o tenista que sou agora. Sinto que o esporte aproxima as pessoas e realmente acredito nisso. Por causa dos esportes, nosso país melhorou muito sua imagem no mundo e fico feliz em ter minha parte nesse impacto”, afirmou DJokovic em entrevista ao In Depth with Graham Besinger.

Morando atualmente em Mônaco, sempre que volta a seu país natal, ‘Nole’ tenta agir como qualquer um. “Não tento ser o centro das atenções. Sei que as pessoas acompanham meus resultados nos torneios, torcem por mim e me apoiam, mas não tento me colocar como uma grande estrela. Tento agir amigavelmente com as pessoas nas ruas e acho que gostam disso”, comentou.

“Não gosto de me ver em todos os lugares, mas meu pai gosta muito de mostrar o sucesso de seu filho para todo mundo”, disse o líder do ranking da ATP, lembrando que Srdjan Djokovic coloca pôsteres enormes do filho no restaurante que a família comanda em Belgrado.

O sérvio também disse falar fluentemente quatro línguas. “Mas posso me comunicar em algumas mais como espanhol. Acho importante quando você vai a algum lugar, saber pelo menos algumas frases para mostrar seu respeito ao país, às pessoas e à cultura”, finalizou.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva