Notícias | Dia a dia
Encordoador de Federer passa aperto na pandemia
22/05/2020 às 14h38

Nova York (EUA) - Não são apenas os tenistas de baixo ranking que vem sofrendo com a falta de torneios e muitos profissionais liberais que trabalham ao redor do circuito também vêm passando aperto nessa época de pandemia. Um dos casos é de Ron Yu, técnico em raquetes de alguns dos melhores jogadores do mundo, entre eles o suíço Roger Federer.

Nascido na Coreia do Sul e imigrado para os Estados Unidos quando bebê com seus pais, Yu se tornou um dos principais técnicos de raquetes do mundo, segundo informa o New York Times. Ele desempenhou um papel nos bastidores em 23 conquistas, mas agora perdeu sua principal fonte de renda durante a pandemia de coronavírus.

“A maneira como nossos contratos com os jogadores funciona é através do pagamento pelo encordoamento e personalização de suas raquetes quando estão jogando e viajando nos torneios. Agora a receita foi basicamente para zero”, contou Yu, que desde 2001 trabalha exclusivamente para um seleto grupo de jogadores de elite, incluindo Novak Djokovic e Federer, seu cliente desde 2004.

O encordoador contou que o prejuízo é geral no seu meio. “A maioria dessas pessoas tem suas próprias lojas de tênis ou trabalha em uma loja de tênis, e essas lojas estão fechadas ou provavelmente perderam 80 a 90% de sua receita. Mesmo em tempos normais você não ficará rico fazendo, mas pode levar uma vida confortável agradável de classe média”, falou.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva