Notícias | Dia a dia
Despedida de Guga do circuito completa 12 anos
25/05/2020 às 10h45

Paris (França) - Um dos nomes históricos de Roland Garros, o catarinense Gustavo Kuerten escolheu justamente o único torneio em que levantou a taça três vezes para se despedir do tênis. O ex-número 1 deu seu adeus ao tênis profissional no saibro parisiense em 2008 e seu derradeiro algoz foi o atleta da casa Paul-Henri Mathieu, que o derrotou em sets diretos naquele domingo 25 de maio.

A campanha de Guga no Grand Slam francês daquele ano durou apenas 1h49 da partida de estreia, que foi vendida por Mathieu, com o placar final de 6/3, 6/4 e 6/2. Logo após a partida, Guga foi homenageado pelo presidente da Federação Francesa de Tênis e recebeu um troféu comemorativo que reproduz as diferentes camadas de materiais que formam a quadra de saibro de Roland Garros.

Emocionado com sua última apresentação, o catarinense foi às lágrimas e discursou brevemente com voz embargada. “Aqui é minha vida, minha paixão, meu amor. É ótimo ter aqui a minha família, o meu treinador, mas o mais importante é o amor que vocês me deram”, disse o campeão do torneio em 1997, 2000 e 2001, que se viu obrigado a deixar o circuito ainda com seus 31 anos de idade por causa de uma lesão crônica no quadril.

Guga deixou o circuito com 20 títulos e um total de 358 vitórias em 553 partidas. Além das três conquistas em Roland Garros, o catarinense também se destacou por alcançar a liderança do ranking, passando 43 semanas como número 1 do mundo, pelos cinco títulos de Masters 1000 e pelo triunfo na Masters Cup de 2000, que o levou ao topo do ranking pela primeira vez na carreira.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva