Notícias | Dia a dia
Os recordes que ninguém quer superar no tênis
28/05/2020 às 19h58

O espanhol David Ferrer foi quem mais jogou partidas de Grand Slam sem chegar a um título

Foto: Arquivo

Maior campeão, o que mais venceu partidas, o saque mais forte, o percentual mais expressivo. Os feitos positivos do tênis têm sido destacados com frequência, ainda mais na era do chamado 'Big 3', em que Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic pulverizam marcas sucessivamente.

Mas também existem recordes negativos, aqueles que certamente nenhum tenista gostaria de superar. Vamos ver os mais curiosos sempre considerando unicamente a Era Aberta, ou seja, a partir de 1968:

Derrotas
· Mais derrotas em finais de Grand Slam: Ivan Lendl e Roger Federer (11) *
· Mais derrotas seguidas em tie-breaks: Robin Haase (17, em 2012-2013)
· Mais derrotas depois de liderar por 2 sets a 0: Tommy Haas e Victor Troicki (7)
· Mais derrotas consecutivas em finais: Jimmy Connors (11, entre 1985-1988)
· Mais derrotas consecutivas em ATP: Vincent Spadea (21, entre 1999-2000)

Seca
· Mais finais sem título de Grand Slam: Dominic Thiem e Tony Roche (3)
· Mais jogos de Slam disputados sem ganhar um título: David Ferrer (208)
· Mais jogos de Slam vencidos sem ganhar um título: Tomas Berdych (146)
· Mais jogos de Slam disputados sem chegar numa final: Fernando Verdasco (180)
· Mais Slam disputados sem chegar ao menos numa semi: Feliciano López (73)
· Mais jogos de 5 sets disputados sem vitória: Markus Hipfl (9)
· Mais finais de ATP disputadas sem ganhar um título: Julien Benneteau (10)
· Mais Masters 1000 disputados sem ganhar um título: Feliciano Lopez (135)

Longa espera
· Mais torneios disputados até ganhar primeiro título de ATP: Vincent Spadea (223)

Duplas faltas
· Mais duplas faltas em jogos de 5 sets: Marc Rosset (30, na Copa Davis-2001)
· Mais duplas faltas em jogos de 4 sets: Marc Rosset (26, em Wimbledon-1995)
· Mais duplas faltas em jogos de 3 sets: Guillermo Coria (23, em Monte Carlo-2006)
· Mais duplas faltas seguidas: Greg Rusedski (5)

Pneus
· Maior quantidade de 0/6 sofrido carreira: Fabrice Santoro (52)

* texto atualizado às 21h51 para incluir Roger Federer, que ficou fora da primeira versão

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva