Notícias | Dia a dia
Melo celebra os cinco anos da conquista em RG
06/06/2020 às 15h18

Paris (França) - O primeiro título de Grand Slam do tênis brasileiro nas duplas masculinas completa cinco anos neste sábado, dia 6 de junho. Marcelo Melo entrou para a história ao ser campeão de Roland Garros ao lado do croata Ivan Dodig. Eles venceram a final contra os norte-americanos Bob e Mike Bryan por 6/7 (5-7), 7/6 (7-5) e 7/5.

"Conquistar o meu primeiro Grand Slam diante de tantos brasileiros foi muito especial. Eu me sentia em outro planeta", disse Melo, em recente entrevista para o site da ATP. O mineiro de Belo Horizonte contou com a torcida de Gustavo Kuerten, tricampeão de simples no Grand Slam francês, e que estava presente no estádio para acompanhar a final.

"Foi legal quando eu o vi lá. Ele estava muito perto da quadra e, às vezes ele gritava o que fazer, em outras ele pedia para ficar calmo", contou o ex-número 1 da modalidade. "De certa forma, senti até um pouco de pressão por vê-lo lá, mas já o conhecia antes e até já jogamos duplas uma vez em um challenger. Ele queria me dar uma boa energia e estava tentando ajudar o máximo que podia. Fiquei muito feliz por ele ter assistido a maior parte do jogo".

Melo, que está com 36 anos, relembra o quanto as conquistas de Guga foram importantes para a sua geração. "Quando ele ganhou, todo mundo estava nas ruas vestindo suas roupas. Todo mundo estava falando sobre tênis", citou o mineiro. "Eu estava em um torneio juvenil e todos foram para a mesma sala para assistir à partida. Todo mundo estava incrivelmente feliz. Todos amam o Guga aqui no Brasil, pela maneira como ele é dentro e fora da quadra da quadra. Para nós, foi muito especial para um brasileiro vencer Roland Garros".

Brasil hoje tem quatro títulos nas duplas masculinas
Depois da conquista em Roland Garros, o tênis brasileiro conseguiu outros três títulos de Grand Slam nas duplas masculinas. O próprio seria campeão de Wimbledon em 2017 ao lado do polonês Lukasz Kubot. Já o também mineiro Bruno Soares venceu o Australian Open e o US Open de 2016 junto do britânico Jamie Murray.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva