Notícias | Dia a dia
Há 21 anos, Agassi completava o Career Slam
06/06/2020 às 19h22

Paris (França) - O dia 6 de junho é histórico para Andre Agassi. Há 21 anos, o norte-americano conquistava o título de Roland Garros e completava o Career Slam, ou seja, ter ao menos um título de cada um dos quatro Grand Slam em sua carreira. Agassi superou na final o ucraniano Andrei Medvedev em uma batalha de cinco sets, com parciais de 1/6, 2/6, 6/4, 6/3 e 6/4.

O título de Roland Garros em 1999 foi o quarto dos oito Grand Slam da carreira de Agassi e o único dele em Paris. O norte-americano triunfou na grama de Wimbledon em 1992, venceu o US Open em 1994 e 1999 e conquistou quatro vezes o Australian Open, em 1995, 2000, 2001 e 2003. Agassi liderou o ranking por 101 semanas, sendo 52 seguidas e conquistou 60 títulos de ATP. Sua premiação acumulada na carreira foi superior a US$ 31 milhões.

Curiosamente, Agassi cogitava desistir do torneio. É o que revelou o treinador Brad Gilbert, em recente entrevista ao site da ATP. Isso porque, uma semana antes de Roland Garros, ele abandonou uma partida em Dusseldorf depois de sofrer uma lesão no ombro.

"Ele me dizia: 'Cara, me tire daqui. E de Wimbledon também. Vamos voltar a jogar em Washington!'", disse Gilbert. "Mas eu disse: 'Não, vamos fazer alguns dias de reabilitação e ver o que acontece'. Eu o convenci a não voltar para casa em Las Vegas. Talvez o melhor trabalho que eu fiz como treinador foi apenas convencê-lo a jogar em Paris".

Superado por Agassi na final de Roland Garros, Medvedev havia sido algoz de dois brasileiros no torneio. O ucraniano eliminou Gustavo Kuerten nas quartas e Fernando Meligeni na rodada seguinte, impedindo o que poderia ser uma histórica semifinal brasileira em Paris.

Na história do tênis, oito homens e dez mulheres já conseguiram completar o Career Slam em simples. Os casos mais recentes foram os da já aposentada Maria Sharapova em 2012 e de Novak Djokovic em 2016. Além do sérvio outros três tenistas em atividade já completaram o Career Slam: Serena Williams (2003), Roger Federer (2009) e Rafael Nadal (2010).

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva