Notícias | Dia a dia
Pospisil vê precipitação em evento, mas defende Djoko
29/06/2020 às 09h15

Toronto (Canadá) - Um dos integrantes do conselho dos jogadores, que atualmente é presidido pelo sérvio Novak Djokovic, o canadense Vasek Pospisil defendeu o atual número 1 do mundo das críticas sofridas após a série de testes positivos para o coronavírus nos participantes do Adria Tour, mas também afirmou que a realização dos eventos foi precipitada.

“Acho que o coração de Novak estava no lugar certo e suas intenções eram boas, mas deve-se admitir que uma organização tão rápida do torneio foi um erro. Trocamos mensagens nas últimas horas e sinto que ele está sinceramente arrependido por tudo o que aconteceu". disse Pospisil para o Sportske Novosti.

+ Djokovic admite o erro em promover aglomerações
+ Para Raonic, Adria Tour era um 'risco desnecessário'
+ Muro pichado na Croácia pede a morte de Djokovic

"É uma pena ver o nome dele envolvido nisso. Foi uma turnê de caridade e Novak queria trazer o tênis de volta aos países da ex-Iugoslávia. Foi um ótimo projeto, mas acho que ele aprendeu uma lição”, complementou o atual 93 do mundo, que já chegou a ser o 25º no ranking da ATP.

Após dizer que a maioria não queria o US Open, o canadense falou mais uma vez sobre a realização do torneio. “Acho que as chances de organizar o US Open hoje são menores de uma semana atrás. Existem muitas questões não resolvidas e quem sabe o que acontecerá antes do início do torneio. Acho que muitos jogadores relutam em atuar devido a toda a incerteza”, finalizou.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva